terça-feira, 6 de setembro de 2016

Rotina de violência: Família agride guardas municipais no Parque de Madureira e dentro da UPA

Um grupo de frequentadores do Parque Madureira, na Zona Norte do Rio, entrou em confronto com agentes da Guarda Municipal na recepção de uma Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) em Rocha Miranda, na noite deste domingo (4/9). A confusão teve início no Parque, quando um agente da Guarda Municipal foi agredido depois de ser acionado para conter uma briga entre frequentadores e uma comerciante. Os agressores foram levados para a 29ª DP (Madureira) e depois encaminhados para a unidade médica, onde teve início um quebra-quebra, assustando os pacientes que aguardavam por atendimento. Três agentes ficaram feridos sem gravidade.

De acordo com a GM, um dos frequentadores tentou agredir a agente que o acompanhava até a unidade médica e teve início um novo tumulto no local. As cenas de guerra foram gravadas por pacientes e mostram a correria dentro da UPA e alguns homens arremessando objetos em direção dos agentes da GM.
O vereador Marcio Garcia (REDE) lamenta o ocorrido e volta a destacar a relevância da atuação da Guarda Municipal na cidade. Para o parlamentar, o agente tem a missão de manter a ordem pública e, desta forma, fica exposto a muitos riscos e à atos violentos de grupos que não compreendem o papel da corporação.

- Mais um episódio de violência que evidencia a necessidade de mudanças urgentes no estatuto da corporação. A categoria precisa de maior segurança no seu trabalho externo, avalia o vereador Marcio Garcia.

Segundo testemunhas, o fato aconteceu no fechamento do Parque de Madureira. Um agente da GM que atua na segurança da área foi chamado para intervir em uma discussão entre uma comerciante e um grupo de usuários, todos da mesma família. Ao chegar no local, o agente pediu reforço à corporação e, na sequência, foi agredido por diversos homens. O agente  sofreu ferimentos na cabeça e foi socorrido para a UPA que fica no mesmo bairro. Somente com a chegada da guarnição da Guarda o tumulto foi controlado. Quatro suspeitos de agressão foram levados para a delegacia.



De acordo com fontes, os homens suspeitos prestaram depoimento e foram  encaminhados pela polícia para exame de corpo de delito na mesma UPA em que o agente da GM estava sendo atendido. Houve um novo tumulto na unidade médica e os pacientes ficaram em pânico. Uma guarda municipal foi agredida e um outro membro da mesma família envolvida na confusão no Parque de Madureira foi detido e levado para a 29 DP, que está responsável pelas investigações. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário