segunda-feira, 11 de julho de 2016

Violência contra policiais motiva ato na orla do Rio neste domingo

Sessenta policiais militares e civis assassinados no Rio de Janeiro somente este ano. A estatística assustadora vem motivando uma série de atos contra o governo do Estado e em defesa da segurança dos agentes. Neste domingo (10/7) de céu azul e sol forte, esposas de policiais ocuparam a orla carioca, mas não por diversão. O grupo realizou um manifesto para denunciar a violência contra os agentes da Segurança Pública e pedir também a regularização dos salários e premiações que ainda se encontram em atraso, no caso da PM.  
Ato na orla do Rio chama atenção da violência contra policiais. Foto: Divulgação



Com faixas, cartazes, fitas pretas e bonecos fardados e sujos com tinta vermelha, representando o sangue dos PMs feridos, as esposas dos agentes chamaram a atenção da população quanto a crescente onda de violência contra policiais e criticaram a banalização dos crimes envolvendo estes profissionais. "A gente aprendeu uma cultura agora que morte de policial é normal. Ninguém se prontifica, ninguém se comove, ninguém quer saber", disse uma das esposas, Renata Dantas. 






Nenhum comentário:

Postar um comentário