sexta-feira, 10 de junho de 2016

Nem cardeal escapa da violência no Rio. Dom Orani teve que se proteger dos tiros durante ataque a UPP

Apesar do susto vivido na manhã desta sexta-feira (10/6), quando ficou por 10 minutos se protegendo de um tiroteio na Avenida Almirante Alexandrino, em Santa Tereza, o arcebispo da Arquidiocese do Rio de Janeiro, cardeal Dom Orani Tempesta, seguiu viagem para  São Paulo, cumprindo a sua agenda de compromissos. O religioso foi surpreendido pelo confronto entre policiais e criminosos que atacaram a Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) dos Morros Fallet/Fogueteiro. Dom Orani estava seguindo para o aeroporto e a sua equipe resolveu buscar um itinerário alternativo por medida de segurança. 

Na página da Arquidiocese do Rio na internet, o cardeal se manifestou e explicou como tudo aconteceu. "Estava voltando do Cristo Redentor e indo para o aeroporto. Junto com muitos outros passageiros de ônibus e outros veículos. Ficamos uns dez minutos. Quando amainou um pouco, demos marcha ré e pegamos  outra rua. Os ônibus à frente continuaram parados. Não sei como terminou", disse o cardeal em uma postagem.

temp_title2016_06_10_PHOTO_00001130_10062016115638
Cardeal Dom Orani se protege do tiroteio em Santa Teresa. Foto: Divulgação / Arquidiocese do RJ


Nenhum comentário:

Postar um comentário