quarta-feira, 29 de junho de 2016

Médico usa lixeira para se sentar enquanto atende pacientes

A situação da saúde pública estadual no Rio já passou do estágio do caos. Mas uma cena flagrada pelo Sindicato dos Médicos dá uma ideia ainda mais grave do tamanho do problema. Um médico da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Nova Iguaçu, foi visto atendendo os pacientes sentado em cima de uma lixeira. É isso mesmo: uma lixeira! Para se somar a esta triste imagem, publicada pelo jornal EXTRA, há ainda vários outros registros, como banheiros, corredores e chão imundos.
Profissional usou uma lata de lixo como assento: sindicato dos médicos irá ao MP fotos: divulgação

De acordo com reportagem do EXTRA, o Sindicato dos Médicos irá entrar com uma denúncia no Ministério Público contra a situação de calamidade do local. A informação passada pela Secretaria Estadual de Saúde é de que o profissional que atendeu usando uma lixeira como banco será demitido. A secretaria alega que, na falta de cadeiras, basta a unidade solicitar que o móvel é providenciado.
Sujeira e falta de conservação são problemas graves da UPA em Nova Iguaçu

O presidente do Sindicato dos Médicos, Jorge Darze, se mostrou indignado com a situação e saiu em defesa do profissional: “quando o médico está diante de uma circunstância em que as condições de trabalho ferem o exercício ético, ele não pode ser conivente. Tem o dever de denunciar todas as vezes que as condições para atuar violarem o exercício ético profissional”. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário