terça-feira, 7 de junho de 2016

Governo em crise? Rio paga "supersalários" de até 48 mil

A crise no Estado do Rio de Janeiro acertou em cheio o calendário de pagamento salarial do funcionalismo público da rede estadual, incluindo dos aposentados e pensionistas. Serviços essenciais como Saúde, Educação e Segurança Pública também entraram no esquema de contingenciamento. Por outro lado, o governo do Rio continua pagando "supersalários" a servidores que recebem até R$ 48 mil por mês, valor que ultrapassa o teto constitucional da categoria. Os chamados "marajás" são requisitados de empresas públicas e acumulam salários.

Quer saber quem são estes famosos "marajás" do Rio? A reportagem que foi ao ar pelo SBT nesta segunda-feira (6/6) denuncia o esquema nada ético e desproporcional que o Estado vem praticando. 



   

Um comentário:

  1. Falou o Juiz que além de todas regalias ainda acumulam 200, 300 ou até 400 de salários, como já mostrado em diversos meios de comunicações.

    ResponderExcluir