segunda-feira, 20 de junho de 2016

Estado de calamidade e invasão ao Souza Aguiar mancham a imagem do Rio Olímpico no exterior

Com um pouco mais de 40 dias para o início das Olimpíadas no Rio de Janeiro, a imagem da Cidade Maravilhosa é bombardeada no exterior, com citações nos mais diversos setores. Após o impacto do anúncio feito pelo governo do Estado na sexta-feira (17/6), declarando o Rio em estado de calamidade, neste domingo (19) os veículos de comunicação internacionais comentaram a invasão de criminosos a uma das maiores emergências do estado, o Hospital Souza Aguiar, para resgatar o traficante Nícolas Pereira de Jesus, o Fat Family.

As publicações internacionais destacam a insegurança no estado, agravada com a crise financeira. O Hospital Souza Aguiar, invadido por cerca de 10 a 15 criminosos na madrugada deste domingo (19), é indicado como referência no atendimento durante os jogos olímpicos, pois fica nas proximidades do Maracanã e do Sambódromo. A unidade hospitalar também fica perto da Secretaria de Segurança Pública (Seseg), na Central e do Batalhão de Choque. 

Em nota, a Seseg admitiu que tinha conhecia o informe da possível invasão dos traficantes e recomendou ao batalhão da área a aumentar o policiamento no hospital. Por outro lado, o comando do batalhão alega não ter homens suficiente para prevenir todos os locais citados em denúncias. No confronto, um paciente e um enfermeiro foram baleados e não resistiram.


>> Resgate de criminoso em hospital do RJ repercute no exterior
Reprodução TV

Nenhum comentário:

Postar um comentário