segunda-feira, 20 de junho de 2016

Após verba de R$ 2,9 bi para o Rio, governo federal aceita desconto na dívida dos estados por 2 anos

A União estendeu de 18 meses para dois anos os descontos no valor das parcelas da dívida paga pelos estados ao governo federal. Além disso, nos meses de julho e agosto os estados terão uma dedução de 100%, ou seja, nem precisarão pagar as suas cotas. A partir de setembro, a cada dois meses o percentual de desconto reduz 10 pontos até chegar a 40% do valor da parcela do estado, previsto para julho do ano que vem.
Governo federal se reúne com estados para discutir dívidas e 'calamidade pública' no RJ. Foto: José Cruz/ABr

As mudanças operadas em reunião realizada entre o presidente em exercício Michel Temer (PMDB) e os governadores do estados endividados, nesta segunda (20/6), em Brasília, veio logo após o governador em exercício no Rio, Francisco Dornelles (PP) decretar estado de calamidade pública, na sexta (17). Segundo colunistas, Dornelles teria antecipado às negociações com a meta de abrir caminho para o repasse de recursos federais estimados em R$ 2,9 bi. Em entrevista neste final de semana, Dornelles afirmou que o aporte financeiro será exclusivo para as Olimpíadas, apesar do funcionalismo estadual estar com a segunda parcela do salário atrasada e sem previsão para pagamento. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário