segunda-feira, 9 de maio de 2016

Governo recorre e servidores continuam com salários ameaçados

A semana teve início com uma notícia boa para os servidores da rede estadual do Rio, mas ela durou poucas horas. Federação de Associações e Sindicatos de Servidores Públicos (Fasp) do estado conseguiu liminar favorável na 8ª Vara de Fazenda Pública, na ação que determina o arresto de R$ 1,5 bilhão das contas do governo estadual, com o fim de pagar a folha de abril aos 465 mil servidores ativos, inativos e pensionistas. 

No entanto, no decorrer do dia, o presidente do Tribunal de Justiça do Rio (TJ-RJ), desembargador Luiz Fernando Ribeiro de Carvalho, suspendeu a liminar, alegando "risco de grave lesão à ordem econômica do Estado". Com a reviravolta, o funcionalismo público retorna aos dias de agonia e indefinição quanto ao pagamento dos seus benefícios. 



Nenhum comentário:

Postar um comentário