quarta-feira, 6 de abril de 2016

Rio: Servidores decidem por greve geral em marcha contra o governo

Em uma marcha realizada na tarde desta quarta-feira (6/4) pelas vias da zona Sul do Rio de Janeiro, os servidores da rede estadual anunciaram greve geral que vai atingir diversos setores. O funcionalismo público se manifestou contra as medidas de corte propostas pela gestão de Luiz Fernando Pezão (PMDB) e os atrasos salariais. Mais de duas mil pessoas se concentraram no Largo do Machado e caminharam até a frente do Palácio Guanabara, em Laranjeiras, na zona Sul. Várias vias dos dois bairros foram fechadas pelos manifestantes, que acompanharam um carro de som onde estavam concentrados os líderes das classes participantes do ato. 


Os servidores do Estado cobram o pagamento dos salários em atraso e melhorias nas condições de trabalho. No caso da Educação, os profissionais pedem também eleição direta para direção das escolas. A categoria anunciou estado de greve no dia 2 de março. Depois disso, 10 colégios foram ocupados por estudantes que revindicam melhores infraestruturas. 

"O governo Pezão conseguiu o que ninguém acreditava. Uniu todos dos servidores em busca de justiça e luta por dignidade", destacou o vereador Marcio Garcia (Rede), que apoio o movimento organizado pelo Muspe (Movimento Unificado dos Servidores Públicos Estaduais).
Servidores do Estado protestam contra governo no Rio. Fotos: Juliana Prado



Vereador Marcio Garcia (Rede) apoia movimento dos servidores



2 comentários:

  1. Bastante suspeita o assédio moral, que vem passando os profissionais de saúde do Hcap. Por parte da chefe de enfermagem daquele hospital. No momento em que servidores públicos passam por enorme crise financeira, aquela oficial coage os praças de saúde a se dirigirem só COREN RJ. Para quitarem débitos. Sob pena de punição.o que estará por trás de tanta pressão em favor do COREN/RJ?

    ResponderExcluir
  2. Vamos fazer alguma coisas o que não pode e fica assim as nossas contas não esperar não

    ResponderExcluir