sábado, 23 de abril de 2016

Parque Lage é palco ao ar livre da Semana Cultural Indígena. Comunidade encerra suas festividades neste domingo

Artesanato, música, danças, leitura, debates, pintura corporal e até cinema fazem parte da programação que encerra a Semana Cultura Indígena, promovida pela Associação Indígena Aldeia Maracanã (AIAM) com entidades públicas. O evento acontece neste domingo (24/4), no Parque Lage, no Jardim Botânico, na zona Sul do Rio, a partir das 10 horas. A atração internacional, o grupo cultural de autênticos aborígenes australianos "Descendance", vai se apresentar na Oca do Parque Lage às 11h30. 

Durante a semana, a AIAM realizou uma série de eventos para homenagear o Dia do Índio, comemorado em 19 de abril. As atividades indígenas tomaram o espaço da Biblioteca Parque Estadual, no Centro, que ganhou o aspecto de tribo. Os visitantes ficaram impressionados com os índios trajando acessórios característicos e, claro, muito pouca roupa. As pinturas corporais e o artesanatos ganharam elogios e adeptos.

Evento na Biblioteca Parque Estadual. Foto: AIAM

Com a mesma importância de propagar a cultura das etnias, as lideranças indígenas no Rio aproveitaram a data para criticar a negligência e descaso do governo junto á comunidade. O Estado havia prometido o Centro de Referência da Cultura dos Povos Indígenas, o conhecido Museu do Índio, para este dia 16 de abril de 2016, mas o compromisso ficou no papel. Os removidos da Aldeia Maracanã, que ficava no entorno do estádio de mesmo nome, estão vivendo com dificuldades em um condomínio do programa Minha Casa Minha Vida, no Estácio, como mostra as recentes reportagens. 

>> No seu dia, indígenas criticam entraves para criação de Centro de Referência

>>Dia do Índio: comunidade pede moradias decentes em condomínio do Minha Casa Minha Vida

Nenhum comentário:

Postar um comentário