terça-feira, 5 de abril de 2016

Crise no Rio: Alerj derruba votação de projetos que dispõem das finanças

Movimento dos servidores na Alerj, em março. Foto: Ascom vereador Marcio Garcia

Ás vésperas da assembleia unificada do funcionalismo público do Estado do Rio, que será seguida de marcha até o Palácio Guanabara, promovida pelo Muspe (Movimento Unificado dos Servidores Públicos Estaduais) e marcada para esta quarta-feira (6/4), contra as medidas propostas pelo governo de Luiz Fernando Pezão (PMDB), a Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) adiou votações de projetos de lei (PL) que dispõem das finanças do estado. A sessão desta terça (5) na Casa foi marcada por muita polêmica e os deputados não conseguiram chegar a consenso. 


O PL 1.431, que dispõe da suspensão da concessão de novos benefícios fiscais pelo governo do estado, foi retirado da pauta, após a apresentação de inúmeras emendas. Em seguida, caiu a votação do PL 1.551, que autoriza o Executivo a trocar dívidas por créditos de ICMS. O motivo foi o mesmo. Ambos devem ser aprovados na próxima semana. O PL 1.585, que modifica a destinação de recursos de um fundo especial do Tribunal de Contas do Estado (TCE), enfrentou forte resistência dos deputados. 

Leia a matéria na íntegra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário