segunda-feira, 25 de abril de 2016

Aposentados sem salários no RJ: grupo procura QG para almoçar

Aposentados aguardam para almoçar no QG. Fotos: Ascom vereador Marcio Garcia 
A falta de dinheiro para fazer compras e pagar as contas domésticas tem levado um número crescente de aposentados a procurar ajuda nas suas instituições de origem, no Rio de Janeiro. O Estado ainda não pagou os salários a pensionistas e aposentados que recebem acima de R$ 2 mil, referente ao mês de março, mesmo após determinação da Justiça e sob ameaça de bloqueio das contas públicas no valor de R$ 1 bilhão. Nesta segunda-feira (25/4), cerca de 10 aposentados do Corpo de Bombeiros procuraram o Quartel Geral (QG), no Centro, para aproveitar o "rancho" da tropa (almoço). O Comando-Geral autorizou a entrada do grupo e orientou os aposentados a procurar a unidade mais próxima da sua residência para se alimentar, até a situação da categoria ser normalizada. 
O subtenente do Corpo de Bombeiros Valdelei Duarte chegou ao QG acompanhado do seu filho de oito anos. Segundo ele, não há como equilibrar a economia do lar sem receber os benefícios do Estado. "Não tem como fazer supermercado numa quantidade para alimentar adultos e crianças, pagar as contas, comprar remédios e todas as despesas normais", alegou o aposentado.  


No refeitório, o clima era de consternação entre os aposentados. Eles lamentavam a todo instante a medida do governo de bloquear os benefícios de parte da categoria. "Estamos aqui almoçando, mas tenho certeza que todos estão pensando em quem está em casa e não tem um prato como este, por negligência e falta de respeito das autoridades", frisou Duarte. O grupo agradeceu ao comando pelo acolhimento antes de sair da unidade.  





2 comentários:

  1. O governo Cabral-Pezão - Dornelles é inimigo dos Bombeiros e Policiais Militares.
    Coronel PM Paúl

    ResponderExcluir
  2. como pode de pois de tanto tempo de trabalho tem que passar este descaso, o nosso comandantes deveriam intervir com o governador a tropa não tem apoio de comando!

    ResponderExcluir