segunda-feira, 21 de março de 2016

A conta que não fecha: Polícia Civil só tem orçamento para oito meses

“Não tenho condição de fazer o menor investimento na Polícia Civil”. As palavras são do chefe da corporação no Estado do Rio, Fernando Veloso. Em audiência pública nesta segunda-feira (21), na Alerj, foi discutida a situação da Segurança Pública no Estado e o orçamento do setor.

De acordo com o diretor de Assuntos Financeiros da Polícia Civil, Flávio Britto, a corporação só tem orçamento para oito meses. “Não há mais como fazer cortes na Polícia Civil sem que atinjam a população. Estamos gerando déficit de R$ 40 milhões por ano. Nos últimos meses sobrevivemos basicamente com recursos que foram repassados pelo Detran e pela Alerj”, afirmou, segundo reportagem do jornal O Globo.

Durante a audiência, ainda segundo a reportagem, o secretário de Segurança Pública, José Mariano Beltrame, admitiu que a crise financeira do Estado tem atrapalhado o planejamento do setor. Sem poder planejar investimento a médio e longo prazo e sem autonomia financeira, a pasta acaba prejudicada.


“O orçamento é liberado de acordo com as receitas. Então, estamos recebendo de maneira picada. Pego R$ 2 milhões ou R$ 3 milhões para planejar dois ou três meses. Qualquer administrador sabe que, sem planejamento, as coisas não avançam”, criticou o secretário, de acordo com a reportagem. 
PC só tem orçamento para oito meses. Foto: Ascom PC

Nenhum comentário:

Postar um comentário