sábado, 27 de fevereiro de 2016

Bombeiros no combate ao Aedes: 'vamos ter que escalar compulsoriamente'

"Boa tarde pessoal, recebemos uma determinação do CBA agora e temos que escalar 18 bombeiros do DBM 1/2 para dengue, se tiver algum interessado, favor se pronunciar, caso contrário vamos ter que escalar compulsoriamente, aguardo retorno e agradeço a compreensão de todos". É desta forma que as unidades do Corpo de Bombeiros no Rio de Janeiro vêm escalando a sua tropa para atuar no combate ao mosquito Aedes Aegypti. O comunicado está chegando aos celulares dos bombeiros e, segundo fontes da corporação, os comandos estão seguindo as determinações do governo estadual.

A medida poderia ser recebida de forma natural pelos servidores, se não fosse o fato deles não estarem recebendo pelas horas extras trabalhadas, desde o final do ano passado. Esta semana, as secretarias de Estado de Saúde e Defesa Civil anunciaram um plano conjunto de combate à dengue, visando apoiar os municípios na realização de vistorias em imóveis. Para a força tarefa devem ser convocados 800 homens do Corpo de Bombeiros.

"Este trabalho de combate a dengue que eles [comando do Corpo de Bombeiros] estão nos escalando via celular vai ser contabilizado como hora extra. E aí, vão nos pagar ou vamos ficar sem receber também? Com certeza será mais uma vez trabalhar sem receber", reclama um bombeiro. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário