quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

Pesadelo Olímpico (Parte 1)

O carioca tomou conhecimento nesta quinta-feira (21/1) de mais um capítulo da novela sobre os atrasos nas obras olímpicas no Rio. A prefeitura rescindiu contrato com a empresa Ibeg, responsável pelas construções da arena no Centro Olímpico de Hipismo, em Deodoro. A decisão foi publicada no Diário Oficial do Município, tendo como justificativa os frequentes atrasos nos prazos de entrega das obra e descumprimentos de cláusulas do compromisso.

Segundo publicação do jornal O Globo, a Ibeg vai entrar na Justiça contra a gestão municipal. Em nota enviada ao veículo de comunicação, a empresa salientou que o rompimento foi unilateral e nega ser responsável pelos atrasos. Destaca ainda que vai pedir na Justiça reparação por perdas e danos na sua imagem. A construtora afirma que os atrasos foram causados pela ausência de um projeto básico da obra, que deveria ter sido apresentado pela prefeitura e repudia a atitude do rompimento do contrato.

A construção do Centro de Hipismo está orçada em R$ 157 milhões. 

Veja a reportagem na íntegra:







Nenhum comentário:

Postar um comentário