terça-feira, 19 de janeiro de 2016

ISP: aumenta número de policiais mortos em serviço, no ano de 2015

O Instituto de Segurança Pública (ISP/RJ) divulgou nesta terça-feira (19/1) os dados sobre as incidências criminais e administrativas no Estado do Rio de Janeiro, referentes ao ano de 2015. De acordo com o estudo, houve aumento no número de policiais civis e militares mortos em serviço. A produtividade da categoria também registrou elevação, com maior quantidade de apreensão de drogas, armas, prisões, apreensões de menores e cumprimento de mandado de detenção. 

As novas estatísticas apontam um aumento de oito policiais mortos em serviço, em comparação com o ano anterior, passando de 18 casos em 2014 para 26 em 2015. Apesar dos números pessimistas, os resultados referentes à produção da classe são positivos, com maior combate à criminalidade. Veja os dados da pesquisa: 

Foto: Tânia Rego / Agência Brasil
• Policiais Civis e Militares Mortos em Serviço – Aumento de oito vítimas em relação ao ano de 2014 (18 em 2014 – 26 em 2015). 

Indicadores de produtividade policial (2015):

• Apreensões de Drogas – Aumento de 4,3% em relação ao ano de 2014 (26.933 em 2014 – 28.089 em 2015).
• Armas Apreendidas – Aumento de 3,1% em relação ao ano de 2014 (8.649 em 2014 – 8.920 em 2015). 
• Prisões (Guia de Recolhimento de Preso) – Aumento de 27,9% em relação ao ano de 2014 (32.341 em 2014 – 41.374 em 2015).
• Prisões (Auto de Prisão em Flagrante e Cumprimento de Mandado) – 56.313 pessoas foram encaminhadas à Delegacia no ano de 2015.
• Apreensões de Adolescentes (Guia de Apreensão de Adolescente Infrator) – Aumento de 22,5% em relação ao ano de 2014 (8.380 em 2014 – 10.262 em 2015).
• Apreensões de Adolescentes (Apreensão de Adolescente por Prática de Ato Infracional e Cumprimento de Busca) – 11.590 adolescentes foram encaminhados à Delegacia no ano de 2015.
• Cumprimento de Mandado de Prisão - Aumento de 0,2% em relação ao ano de 2014 (20.239 em 2014 – 20.286 em 2015). O número de mandados cumpridos é o maior de toda a série histórica (que teve início em 2001).



Nenhum comentário:

Postar um comentário