terça-feira, 11 de agosto de 2015

Suspeita de vazamento de gás em Posto de Salvamento na Barra deixa guarda-vidas em alerta

No início da tarde desta terça-feira (11/8), guarda-vidas do Posto 2, na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, ficaram em estado de alerta com um suposto vazamento de gás. O posto chegou a ser interditado pelo Comando do Corpo de Bombeiros. Segundo a corporação, após um guarda-vida relatar o cheiro de gás, militares do Grupamento de Operações com Produtos Perigosos (GOPP) e técnicos da Ceg foram acionados para o local e não identificaram risco de explosão. Após a inspeção, o posto foi liberado.

No dia 26 de julho, uma explosão na parte interna do Posto 4, em Copacabana, na Zona Sul, deixou dois salva-vidas feridos, um deles em estado grave, com mais de 65% do corpo queimado. O bombeiro ainda segue internado em uma enfermaria do Hospital Alberto Torres, em Niterói, Região Metropolitana. Na ocasião, a corporação afirmou, em nota, que estava acompanhando as investigações. A Polícia Civil realizou perícia no local da explosão e o laudo deve ser divulgado ainda no mês de agosto. Os postos de salvamento tem a Concessionária Orla Rio como responsável pelos serviços de manutenção e reformas. 

Após o recesso parlamentar na Câmara Municipal, na primeira semana de agosto, o vereador Marcio Garcia entrou com pedido para a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a atuação da Orla Rio nos postos de monitoramento. O parlamentar solicitou no requerimento a avaliação dos valores repassados pela Prefeitura para a empresa em licitações, assim como as negociações feitas por responsáveis pelos quiosques, em possível formação de cartel, entre outras movimentações suspeitas. Garcia destaca uma série de possíveis irregularidades que a empresa pode estar praticando, entre elas o descumprimento de um cronograma de obras nos quiosques, postos de salvamento e construção dos terminais de autoatendimento bancários, que teria como prazo para entrega das intervenções o ano de 2009.

>> Vereador quer CPI para investigar contrato entre Orla Rio e Prefeitura (O Dia)
>> Explosão no Posto 4, em Copacabana, deixa dois salva-vidas feridos
>> Reportagem do SBT flagra sucateamento nos postos de salvamento na orla do Rio

Nenhum comentário:

Postar um comentário