segunda-feira, 20 de abril de 2015

DESVINCULAÇÃO DO SAMU DO CBMERJ SEGUE GANHANDO ADEPTOS

Após a recente notícia veiculada por mim neste blog de que até os Coronéis comandantes de unidade estão incomodados com a permanência do serviço do SAMU nos quartéis, o número de adeptos só faz crescer. 

Os antes solitários e sacrificados militares que diariamente se desdobram para dar conta dos atendimentos do CBMERJ e SAMU, agora não estão mais sozinhos.

Com a adesão dos comandantes de GBM, que são cobrados pela sociedade pela demora dos atendimentos, afinal as viaturas do SAMU estão sempre atendendo algum mal súbito ou aguardando a maca na porta das emergências, e com a adesão dos praças e oficiais combatentes, que sentem na pele a ausência da viatura de atendimento médico no trem de socorro, a vitória, ou melhor, o retorno do SAMU para a prefeitura está cada vez mais próximo.

Outro grupo que já se alistou para essa batalha política é dos civis que perderam emprego e carreira quando o estado assumiu o serviço da prefeitura e "militarizou" SAMU, UPAS e alguns hospitais.

Agora que já identificamos nossos aliados, precisamos identificar os adversários.

Quem está se beneficiando com o exclusivo sistema de SAMU subordinado ao Estado e não ao município como nos outros 91 municípios? (Para sua segurança, comente como anônimo).


Não deixem de anotar o meu whatsup e adicionar.
Marcio Garcia (21 98198 6559)

26 comentários:

  1. Verdade, mas, quem vai cuidar do SAMU 192 ? Quem te capacidade/competencia?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se as outras 91 prefeituras podem, a prefeitura do rio de janeiro tem capacidade de prestar um serviço até melhor que o oferecido pelo estado.

      Excluir
    2. O serviço deve voltar para as mãos de quem sempre cuidou, o município. Antes desse vínculo funcionava assim é sem sacrifício a ninguém. Não é justo.com esses militares uma dupla função em um dia de trabalho.

      Excluir
  2. Concordo com Márcio Garcia, a prefeitura tem uma gerência muito superior do que o estado,. Acho que seria a melhor coisa a acontecer!!!

    ResponderExcluir
  3. O samu do Rio nao funciona como preconizado ni ministério da saúde. Não temos uma medicação se quer.so regulamos com o médico regulador para saber qual hospital vai encaminha a vitima.nao temos respaldo para fazer medicação nenhuma.e pior ouvimos horrores quanto a demora do despacho.

    ResponderExcluir
  4. Sem contar que somos abrigado a prestar atendimento e remover a vitima sem maca.se indispondo nas unidades de saúde.

    ResponderExcluir
  5. E o tempo que ficamos nas unidades de saúde velando a maca? O cbmerj comprou centenas de maca para tentar resolver este problema mas não adiantou nada.Virou leito de hospital

    ResponderExcluir
  6. Fui fazer um atendimento sem maca e foi preciso remover a vitima ,solicitei apoio de uma vtr e me informaram para transportar na prancha pois nao tinha ambulância disponível no momento. Informeique so removeria a vitima na maca, senhor idoso e sem gravidade . porém, precisando de avaliacao médica. Foi informando pela regulação que ia demorar.

    ResponderExcluir
  7. Tenho filmagem da vtr apresentando goteira encima da vítima. Não sabia se estava chovendo fora ou dentro.tive que tapar a vitima com manta termica para nao molhar.

    ResponderExcluir
  8. Isso é fato! Até por que não podemos esquecer que a prioridade do CBMERJ deve ser o atendimento em via pública. É impossível que o município não consiga dar conta de prestar um serviço minimamente qualificado a nível domiciliar. A desvinculação não só criará oportunidades de emprego, como possibilitará aos militares se especializarem, cada vez mais, naquela atividade onde realmente fazem a diferença.

    ResponderExcluir
  9. Fazemos os trabalhos de SAMU e de Bombeiros e não ganhamos pra isso !!!

    ResponderExcluir
  10. Quem vai assumir vai ser o pessoal que já trabalhava no SAMU muito antes da maioria dos militares entrarem na corporação (turma de 2008).

    ResponderExcluir
  11. Poderiam vincular outra entidade de Resgate pra atuar junto com a cbmerj existem muitos bem melhores que o Samu...

    ResponderExcluir
  12. Creio que o problema é falta de alojamentos, viaturas e pessoal suficiente para efetuar todos os atendimentos, e outra questão, quem deve chefiar ambulância precisa ser médico e não enfermeiros ou técnicos em enfermagem , que possuem muito menos autonomia funcional em relação a vários procedimentos, como entubações e aplicações de medicamentos.

    ResponderExcluir
  13. É com imenso prazer q apoio a desvinculação do SAMU/CBMERJ...

    ResponderExcluir
  14. Da mesma forma que o pessoal do CBMERJ tem capacidade, é só treinar uma equipe e qualificala para resolver a situação.....

    ResponderExcluir
  15. Veador se a prefeitura tem condições, porquê motivo ao chegar no hospital as guarnições levam horas aguardando macas, pranchas, colar cervical, redbrock, keed e etc?? Poderia ter materiais sobressalente de forma liberar as equipes da SAMU e ou CBMERJ.
    Tomara que c essa desvinculação o GSE seja reequipado e volte a prestar serviços com médicos na ambulâncias, só assim não vão criar uma SAMU disfarçada de GSE! Tendo médicos ninguém irá abusar das guarnições, que viraram taxi!!! É bom lembrar que antes o serviço da SAMU era horrível e levavam até mais de a hora para atender o cidadão!!

    ResponderExcluir
  16. Veador se a prefeitura tem condições, porquê motivo ao chegar no hospital as guarnições levam horas aguardando macas, pranchas, colar cervical, redbrock, keed e etc?? Poderia ter materiais sobressalente de forma liberar as equipes da SAMU e ou CBMERJ.
    Tomara que c essa desvinculação o GSE seja reequipado e volte a prestar serviços com médicos na ambulâncias, só assim não vão criar uma SAMU disfarçada de GSE! Tendo médicos ninguém irá abusar das guarnições, que viraram taxi!!! É bom lembrar que antes o serviço da SAMU era horrível e levavam até mais de a hora para atender o cidadão!!

    ResponderExcluir
  17. O estado abriu vagas para enfermagem para suprir a SAMU e o GSE usa guarnições com médicos e enfermeiros! Caso a desvinculação seja aceita! O senhor não acha que teremos um efetivo muito grande de enfermeiros para ser usado pelo GSE, hcb e policlínicas???

    ResponderExcluir
  18. Já tinha passado da hora! Quando, será, levaram nosso Pais a sério?

    ResponderExcluir
  19. O Samu no município do rio , vos digo com sombra de dúvida, não salva ninguém, e administrado para não salvar ninguém, pois quem realmente precisa, quem realmente necessita, possui uma emergência de verdade, MORRE!!!!! por conta da incapacidade técnica, despreparo da desregulação médica?!?! Política populista de voto, a própria população ludibriando com mentiras para o envio da ambulância, mentiras que poderiam ser muito bem desmascaradas com 5 min de regulação ao telefone. Enfim, esse serviço, que em sua concepção, proveniente da França e inteligente e ótima valia, mas que nesse país tranformou-se num táxi, um simples táxi!!! Isso e um desabafo de quem trabalhou no samu antes do cbmerj e que trabalha nesse samu de hj!!!

    ResponderExcluir
  20. Porém vereador, o município tem que ter macas, pranchas, redblock, colar cervical e etc...material extra nos hospitais para liberar o CBMERJ e ou a SAMU!! Ou vai continuar a pouca vergonha de profissionais retidos aguardando este material que entram com as vitimas!! Entregou a vitima pegou materiais limpos e esterelizados e vão a luta. Caso contrario não vai mudar nada, quanto a espera por material.

    ResponderExcluir
  21. Fala e boa a cara!!
    Quem são os melhores que o SAMU?? Todos são bons, a Questão é querer!! Falastrão.

    ResponderExcluir
  22. Isso é bom para o Estado que comete um crime federal e nada acontece, pois CBMERJ entra no orçamento anual do Estado e são militares Estaduais, mas pegam a verba da união para gastar com uma força Estadual.
    Protocolei varias queixas crimes e denúncias no MPF e TCU.
    Mas não vai nunca, porque a verba é grande!!

    ResponderExcluir
  23. amigos nenhum serviço da certo sem um centro de operações competente , não adianta ter 10.000 vtrs e elas estarem atendendo cólica menstrual , premunição suspeita de pessoa que ressuscitou , bêbados de porre , briga de casal . e uma criança ficar meia hora no asfalto ao ser atropelada Pq todas estão em eventos ridículos Pq o lema da regulação e fazer mais eventos pra se ganhar mais dinheiro e despachao viaturas pra serviço de taxi sem deixar uma sequer pra se houver algo de gravidade na área do quartel e revoltante ver como a DESREGULACAO tem como médicos reguladores que despacao como evento vermelho a vtr e a pessoa está com dor de cabeça e febre a 3 dias será que em três dias essa pessoa não morreu e não pediu ajuda a ninguém ela e uma vítima vermelha ou e só pra justificar o envio de uma vtr pra fazer o serviço de taxi

    ResponderExcluir
  24. Verdade!! Não ligam se a vtr vai atender vitima com dor de barriga ou atropelamento tanto faz o importante é criar estatística.

    ResponderExcluir