DESVINCULAÇÃO DO SAMU DO CBMERJ SEGUE GANHANDO ADEPTOS

Após a recente notícia veiculada por mim neste blog de que até os Coronéis comandantes de unidade estão incomodados com a permanência do serviço do SAMU nos quartéis, o número de adeptos só faz crescer. 

Os antes solitários e sacrificados militares que diariamente se desdobram para dar conta dos atendimentos do CBMERJ e SAMU, agora não estão mais sozinhos.

Com a adesão dos comandantes de GBM, que são cobrados pela sociedade pela demora dos atendimentos, afinal as viaturas do SAMU estão sempre atendendo algum mal súbito ou aguardando a maca na porta das emergências, e com a adesão dos praças e oficiais combatentes, que sentem na pele a ausência da viatura de atendimento médico no trem de socorro, a vitória, ou melhor, o retorno do SAMU para a prefeitura está cada vez mais próximo.

Outro grupo que já se alistou para essa batalha política é dos civis que perderam emprego e carreira quando o estado assumiu o serviço da prefeitura e "militarizou" SAMU, UPAS e alguns hospitais.

Agora que já identificamos nossos aliados, precisamos identificar os adversários.

Quem está se beneficiando com o exclusivo sistema de SAMU subordinado ao Estado e não ao município como nos outros 91 municípios? (Para sua segurança, comente como anônimo).


Não deixem de anotar o meu whatsup e adicionar.
Marcio Garcia (21 98198 6559)