domingo, 9 de novembro de 2014

GOVERNO CABRAL-PEZÃO: GRAVÍSSIMA DENÚNCIA FEITA PELO JORNAL EXTRA

A gestão da segurança pública é uma catástrofe no Rio de Janeiro, isso não é mais segredo para ninguém, apesar da blindagem que parte da imprensa fez (parte ainda faz) durante muitos anos do Secretário de Segurança Pública Beltrame.
Tudo vai mal na segurança, a população vive apavorada, mas nem Sérgio Cabral e nem Pezão trocaram o secretário, o qual, por sua vez, usou e abusou de trocar os Comandantes Gerais da Polícia Militar e os Chefes da Polícia Civil, jogando a culpa do caos sempre nos assessores que ele mesmo escolheu.
As "histórias" que apareceram nesses oito anos para justificar a não exoneração de Beltrame, a inércia de Cabral e Pezão, tiveram sempre relação com a sua participação na Operação Suporte da Polícia Federal, na qual meio mundo político e empresarial teria sido grampeado, mas sempre foram apenas "boatos".
Hoje o jornal Extra faz uma gravíssima denúncia e coloca Beltrame como um dos secretário que "SÓ SAI SE QUISER".
Isso deve ser apurado, isso desmoraliza Cabral e Pezão e dá corpo aos "boatos".
O fato concreto é que em condições normais Beltrame teria sido exonerado há muitos anos, mas não foi, sendo inclusive mantido para o próximo governo. Portanto, isso sinaliza que existe uma forma diferente de tratar Beltrame.
Pezão chegou a anunciar que ele ocuparia outra secretaria, mas voltou atrás. Talvez Beltrame não tenha gostado e preferiu ficar na segurança pública.
Qual é a motivação para esse tratamento diferenciado?
Por que ele não foi exonerado?
A denúncia do jornal Extra deve ser investigada, pois se isso não for esclarecido o governo estará de "quatro", pois os papéis estarão invertidos, o governador não nomeia os secretários, eles se nomeiam.

(Fonte: Jornal Extra)

Nenhum comentário:

Postar um comentário