sexta-feira, 10 de outubro de 2014

POLICIAIS MILITARES SÃO AS GRANDES VÍTIMAS DA "PACIFICAÇÃO" DE PEZÃO



Trabalhar em uma Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) é um verdadeiro martírio para os Policiais Militares.
O risco de morte é constante.

"JORNAL EXTRA
09/10/14 10:09 Atualizado em 09/10/14 10:13 
Policiais de UPP são alvos de tiros no Morro São João 
Policiais militares do Grupamento de Intervenções Táticas (GIT) das Unidades de Polícia Pacificadoras (UPPs) foram alvos de disparos, na manhã desta quinta-feira, no Morro São João, no Engenho Novo, Zona Norte do Rio. Segundo a assessoria de imprensa das UPPs, os PMs estavam no local para apoiar os agentes da unidade do São João numa varredura. Ninguém ficou ferido.
O GIT foi criado para atuar em favelas com UPPs que começaram a registrar confrontos constantes. Os policiais que integram o grupo foram treinados pelo Batalhão de Operações Especiais (Bope).
O Morro do São João integra do Complexo do Lins, conjunto de favelas que vem registrando uma série de confrontos desde o início desta semana. Na segunda-feira, o soldado Elias Camilo foi baleado na cabeça durante tiroteio. Ele foi operado no Hospital Naval Marcílio Dias, onde permanece internado em estado grave. O PM está na UTI. Na terça, suspeitos foram flagrados na subida do Morro do Gambá, na Rua Maria Luzia, perto do Hospital Marcílio Dias, apontando arma na direção de PMs (Leia mais)".

Nenhum comentário:

Postar um comentário