quarta-feira, 17 de setembro de 2014

PROJETO DE LEI QUE FAVORECE COMPRADORES DE CARROS ELÉTRICOS, HÍBRIDOS E TROLÉBUS


Dei entrada hoje na Câmara de Vereadores da Cidade do RJ em Projeto de Lei que dispõe sobre incentivo fiscal sob a forma de reembolso do IPVA para veículos comerciais e particulares elétricos, híbridos elétricos e trólebus adquiridos no Município do Rio de Janeiro e confere a estes isenções no pagamento de pedágios e de estacionamentos públicos e privados e dá outras providências.
Embora a venda e utilização de carros elétricos e híbridos ainda seja pequena, mesmo em países mais desenvolvidos, existe uma grande oportunidade para a penetração desses veículos no mercado de automóveis.

Em relação as vendas de carros puramente elétricos, estudos da consultoria global PriceWaterhouseCoopers apontam que foram vendidos 5.882 unidades este ano em todo o mundo e alcançarão somente 415 mil unidades em 2015. Os carros híbridos, no mesmo período, crescerão de 907 mil unidades para 3,34 milhões.

POWERTRAIN - DEMANDA GLOBAL
2009
2010
2015
COMBUSTÃO/DIESEL
11.252.438
12.437.535
17.361.083
COMBUSTÃO/GASOLINA
43.446.105
47.483.880
61.008.261
HÍBRIDO/DIESEL
3.385
29.706
311.907
HÍBRIDO/GASOLINA
904.304
1.321.389
3.341.004
ELÉTRICOS
5.882
39.695
415.257
TOTAL
55.612.114
61.312.205
82.437.512
Fonte: Matéria da Automotive Business /novembro 2009 (PriceWaterhouseCoopers)


 
É importante destacar que a adoção de incentivos para a compra de veículos elétricos objetivando uma maior penetração na matriz de transporte do Brasil trará, certamente, benefícios significativos para o ambiente e para a qualidade de vida dos brasileiros.

O Ministério do Meio Ambiente, por intermédio da Secretaria de Mudanças Climáticas e Qualidade Ambiental / Coordenação de Energia e Meio Ambiente, promove enquetes e estudos que possibilitam avaliar o conhecimento sobre a tecnologia e a aceitação deste tipo de veículos pela população, bem como orientar futuras políticas públicas voltadas para o incentivo ao transporte mais eficiente e menos poluente nas cidades.

A não cobrança de pedágios para esses veículos já existe em Londres e na Noruega (país de grande produção de petróleo, como no Brasil). A Noruega, inclusive, adotou generosos incentivos para reduzir a emissão de gases estufa nos carros, responsável por 10% das emissões totais no país. A política fez tanto sucesso que até meados de 2014, constava uma frota de 32 mil carros elétricos em circulação. É de longe o maior índice mundial de carros elétricos proporcional ao numero de habitantes (são 5,1 milhões de habitantes na Noruega).

Assim, cabe aquela casa de leis aprovar o projeto para que possamos ter uma cidade mais limpa e voltada à sustentabilidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário