quarta-feira, 3 de setembro de 2014

GAROTINHO RETOMARÁ POLICIAMENTO NAS RUAS PARA COMBATER ESCALADA DE VIOLÊNCIA



"Garotinho retomará policiamento nas ruas para combater escalada de violência
Candidato do PR criticou explosão do número de homicídios, roubos de veículos e assaltos em julho e disse que população “está clamando pela polícia”. 
Foto: Inácio Teixeira 
O candidato ao governo do Rio pela coligação Força do Povo (PR-Pros-PT do B), Anthony Garotinho, criticou nesta quarta-feira (03) a explosão dos índices de criminalidade no estado do Rio de Janeiro no mês de julho. Conforme dados do Instituto de Segurança Pública (ISP), divulgados pela imprensa, foram 23% a mais de homicídios, 11% de roubos de veículos e 29% no total de assaltos em relação ao mesmo período do ano passado. Garotinho, que participou de uma caminhada no Pavão-Pavãozinho, Zona Sul do Rio, reafirmou que irá intensificar o policiamento nas ruas no combate à violência. 
O ex-governador censurou também a falta de transparência nas estatísticas da criminalidade do ISP. “No meu governo, o instituto era presidido por uma antropóloga, Dra Ana Paula Miranda, que era ligada ao meio universitário. Isso dava maior autonomia e transparência ao trabalho”, defendeu Garotinho. Hoje, a população, segundo o candidato, está desprotegida, seja em casa ou nas ruas. “E enquanto isso o governador (Pezão) vive no mundo da lua, como se nada estivesse acontecendo”. 
Uma das propostas do candidato é retornar com o Grupamento Especial Tático-Móvel (Getam), criado durante o governo dele e que alcançou grande êxito no combate à criminalidade nas ruas. O comboio policial circulará nas áreas da Região Metropolitana que mais sofrem com a escalada da violência, combatendo assim a chamada mancha criminal. “A falta de policiamento ostensivo é a principal causa da explosão dessa violência urbana. A polícia está aquartelada nas comunidades com UPPs e as ruas estão sem policiamento. Vamos colocar polícia nas ruas. O povo está clamando por polícia”, defendeu Garotinho, que foi Secretário de Segurança no governo Rosinha. 
O Reservistas da Paz, criado também no governo Garotinho, será importante na ofensiva contra o avanço da violência. Os jovens que não forem incorporados às Forças Armadas, poderão ingressar no programa estadual. A medida permitirá que os policiais militares que hoje se encontram exercendo funções administrativas nos batalhões, sejam remanejados para a atividade de rua, se juntando ao efetivo já existente no policiamento ostensivo. 
Durante visita às comunidades, o candidato reafirmou o compromisso de voltar com o Cheque Cidadão, que passará de R$ 100 para R$ 300. O benefício foi lançado em 1999 e atendia a 100 mil famílias no estado, com um cheque destinado à compra de alimentos e produtos de higiene pessoal. Outro programa social que será retomado é o Jovens pela Paz, que reunia 10 mil jovens, entre 15 e 24 anos, em centenas de comunidades carentes, atuando como multiplicadores das ações do governo do estado. Os dois programas foram extintos pelo ex-governador Sérgio Cabral e seu vice e atual governador Luiz Fernando Pezão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário