sexta-feira, 5 de setembro de 2014

GAROTINHO CONSTRUIRÁ NOVOS RESTAURANTES POPULARES



"Candidato disse que irá construir no município um hospital, além de dois restaurantes populares: em Alcântara e no Jardim Catarina 
O município de São Gonçalo ganhará um hospital regional, especializado no tratamento contra o câncer, além de dois restaurantes populares, um em Alcântara e o outro no Jardim Catarina. O anúncio foi feito pelo candidato ao governo do Rio pela coligação Força do Povo (PR-Pros-PT do B), Anthony Garotinho, durante entrevista, nesta quinta-feira (04), à Rádio 93 FM . O candidato explicou que o hospital servirá como pólo de atendimento não só para os moradores de São Gonçalo, mas também para a população dos municípios vizinhos. 
“O Hospital Alberto Torres, em São Gonçalo, foi colocado em funcionamento por mim. Era uma obra inacabada, iniciada pelo ex-governador Marcelo Alencar. Foi uma obra concluída por mim. Cabral e Pezão destruíram o hospital. Meu plano é botar para funcionar o Alberto Torres, e fazer em São Gonçalo um hospital do câncer, para atender toda a região, que conta com Tanguá, Rio Bonito, Itaboraí”, explicou Garotinho, que se mantém na liderança da disputa ao governo do estado com 28% das intenções de voto, segundo apontou a mais recente pesquisa do Datafolha divulgada nesta quinta-feira (04). 
O candidato do PR, segundo o Datafolha, subiu três pontos percentuais. Ele já liderava a disputa com 25% das intenções de voto durante a última sondagem feita pelo Datafolha, entre os dias 12 e 13 de agosto. O ex-governador reafirmou que sua pretensão de criar o Batalhão de Defesa Social, manter as UPPs e reforçar o policiamento ostensivo nas ruas. Ele denunciou que os roubos e assaltos aumentaram sensivelmente por conta da ausência da polícia nas ruas. “Os policiais estão nas comunidades, enquanto as ruas estão desertas, sem polícia”, denunciou. 
Garotinho ressaltou o seu compromisso com o funcionalismo. Disse que a escolha do seu vice, o vereador pelo PR, Márcio Garcia, major do Corpo de Bombeiros, é um sinal de que apoia os funcionários públicos. Ele voltou a a defender o transporte alternativo, afirmando que a perseguição imposta pelo atual governo aos donos de vans é resultado de um lobby feito pelos donos das empresas de ônibus. “O Rio de Janeiro é governado pelo PMDB; no estado e na prefeitura do Rio. Quem patrocina, financia e apoia o PMDB são os empresários de ônibus. Eles me perseguem, perseguem o transporte alternativo e são os principais financiadores das campanhas do PMDB. Hoje os empresários de ônibus controlam quase que a totalidade dos transportes no Rio”, acusou Garotinho, que disse ainda estar sendo vítima de uma campanha articulada por seus adversários na corrida ao Palácio Guanabara no intuito de desconstruir a sua candidatura. 
“Fiz uma aliança com o povo”, rebateu o candidato, que reafirmou sua intenção de implantar no lugar dos presídios as unidades prisionais de trabalho. Explicou que os presos vão trabalhar na produção de tijolos para a construção de casas populares, na confecção de uniformes dos alunos das escolas que integram da rede pública e ainda na fabricação do mobiliário das escolas estaduais. 
Foto: Inácio Ferreira 
Renato Homem"

Nenhum comentário:

Postar um comentário