terça-feira, 3 de junho de 2014

O DIREITO DE GREVE DOS BOMBEIROS E POLICIAIS MILITARES



Segurança Pública debate direito de greve dos policiais e bombeiros militares
O evento foi proposto pelos deputados Mendonça Prado (DEM-SE) e Fernando Francischini (SD-PR)
A Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado promove audiência pública, nesta terça-feira (3), para debater a situação dos policiais e bombeiros militares, as políticas públicas relativas a esses profissionais e o direito de greve para a categoria. 
O evento foi proposto pelos deputados Mendonça Prado (DEM-SE) e Fernando Francischini (SD-PR). Os parlamentares afirmam que “a situação da segurança pública no Brasil chegou a níveis preocupantes”. Segundo eles, “a falta de estrutura e de condições dignas de trabalho para policiais e bombeiros militares prejudicam a sua atuação em prol da sociedade”. 
Eles ressaltam que, com a promulgação da Constituição Federal de 1988, “chamada de Constituição Cidadã, as entidades de classes passaram a reivindicar melhores condições salariais e de trabalho”. 
“Por entender que todos os cidadãos são iguais, como preceitua a Carta Maior, os policiais e bombeiros militares também merecem ter seus direitos resguardados, e a gestão e comandos modernizados”, argumentam os deputados. 
Foram convidados para discutir o tema com os integrantes da comissão os advogados Leonardo Anastácio Mascarenhas, Dinoemerson Tiago dos Santos Nascimento e Vivaldo Amaral. 
A audiência ocorrerá no plenário 6, a partir das 14 horas. 
Fonte: AGÊNCIA CÂMARA

Nenhum comentário:

Postar um comentário