segunda-feira, 5 de maio de 2014

RIO: POPULAÇÃO DESCRENTE COM O BRASIL



O gigante despertou!
No ano passado nós lemos e ouvimos essa frase incontáveis vezes, sobretudo ao longo do período no qual os protestos da população ganharam as ruas.
Finda a ebulição nas ruas, logo surgiu a ideia de que o gigante tinha voltado para o seu berço esplêndido.
Aqui e ali, prometem despertar novamente o país, em razão da Copa do Mundo, momento em que se esperam protestos em vários estados brasileiros, principalmente os que sediam jogos.
Falta um pouco mais de um mês para o início da Copa, vamos aguardar.
Os protestos serviram para mostrar a insatisfação da população com os governantes. Um sentimento que continua vivo nas mentes dos brasileiros, que cansaram de serem enganados pela propaganda política veiculada nas televisões e nas rádios. 
Os brasileiros não aceitam mais a tentativa de manipulação da opinião pública promovida pelas propagandas políticas. 
Nós estamos aprendendo que não vivemos no mundo da propaganda que querem colocar na nossa cabeça e sim no mundo real.
Nós estamos crescendo em cidadania com o aprendizado que nasceu nas ruas.
Hoje, o cidadão fluminense se revolta com o governo quando a UPA que aparece na propaganda, não existe no seu bairro, como constatou quando precisou usar os serviços de saúde pública. Além de se revoltar, ocorre um efeito muito melhor: ele não acredita na mentira.
Ele sabe que a "pacificação" não existe e que a escola onde seu filho estuda está muito longe do ideal para a promoção de uma educação pública de boa qualidade. Sabe que os profissionais da educação recebem salários miseráveis.
Atualmente, o gigante pode estar deitado, mas o povo ganhou consciência sobre a realidade que vive no Rio de Janeiro e em todo Brasil.
As pesquisas de intenções de voto tem demonstrado isso.
No Rio, o atual governador está longe de ser um candidato com reais possibilidades de vitória nas eleições de outubro, apesar dos bilionários investimentos em propaganda.
No cenário nacional a presidente Dilma não consegue reverter a queda nas pesquisas.
No Rio, o Instituto Gerp, a pedido do jornal O Dia, fez uma pesquisa que revelou que apenas "10% dos moradores do Estado do Rio avaliam como boa a situação do Brasil".
O estudo demonstrou que "para quase a metade da população fluminense (46%), o cenário brasileiro é ruim ou péssimo".
A minha esperança é de que independente da realização ou não de novos protestos, essa consciência continue avançando e que seja o principal parâmetro que o brasileiro use quando estiver diante da urna eletrônica.
Fonte: O Dia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário