terça-feira, 27 de maio de 2014

RIO: ONDE ESTÁ A ANUNCIADA "PACIFICAÇÃO"?





"FOLHA.PRESS 
27/05/2014 12:25:19
Tiroteio assusta moradores no Complexo do Alemão
Uma intensa troca de tiros assustou moradores, na madrugada desta terça-feira (27), no Complexo do Alemão, zona norte do Rio de Janeiro. Segundo representantes de associações de moradores ouvidos pela reportagem, o confronto durou quase uma hora, das 2h às 3h. Às 10h30, a coordenação das UPPs
Folha Press
tnonline.com.br 
Uma intensa troca de tiros assustou moradores, na madrugada desta terça-feira (27), no Complexo do Alemão, zona norte do Rio de Janeiro. Segundo representantes de associações de moradores ouvidos pela reportagem, o confronto durou quase uma hora, das 2h às 3h. Às 10h30, a coordenação das UPPs (Unidades de Polícia Pacificadora) afirmou em nota que policiais da unidade pacificadora da favela Nova Brasília, no Alemão, faziam a ronda de rotina numa localidade conhecida como rua Sem Saída quando foram surpreendidos por criminosos armados que atiraram contra eles. Houve revide e o confronto se estendeu até o Largo da Sorveteria. Os bandidos fugiram e ninguém se feriu. Antes disso, fogos de artifício foram ouvidos e um adolescente foi apreendido com nove bombas de fabricação caseira, na área conhecida como rua Nova. De acordo com moradores, os disparos aconteceram nas favelas Nova Brasília, Parque Alvorada e Pedra do Sapo. Um carro da PM amanheceu tombado em uma das vias do conjunto de favelas, próximo à Vila Cruzeiro, na Penha (zona norte). Na manhã desta terça, o efetivo foi reforçado na região com policiais de outras UPPs. Eles realizam blitzes em ruas de acesso ao Complexo do Alemão. O confronto foi registrado na 45ª DP (Alemão). 
LINHA VERMELHA FECHADA 
Uma das principais vias de acesso ao Rio, caminho de quem chega do aeroporto internacional Tom Jobim (Galeão), a Linha Vermelha foi fechada pela PM na noite desta segunda (26), após um protesto violento de moradores da favela Parque Alegria, no Caju, também na zona norte carioca. Policiais militares do Batalhão de Vias Especiais (BPVE) disseram à reportagem que os moradores da favela se revoltaram com o barulho de buzinas depois de um acidente. "Eles invadiram a pista e atacaram motoristas com pedras e paus", afirmou um dos policiais. Pelo menos três carros tiveram o para-brisa quebrado. Uma mulher também teve os pertences roubados. Não houve registro de feridos. Em nota, a coordenadoria das UPPs informou que o ataque começou por volta das 21h30, quando adolescentes do Parque Alegria seguiram para a pista -sentido Fundão, Ilha do Governador (zona norte), e atiraram pedras contra carros. "Com medo, alguns motoristas abandonaram os veículos e outros tentaram retornar na contramão", disse. Ainda segundo a PM, os policiais da UPP chegaram minutos depois ao local e os jovens correram para a comunidade. Ao contrário do que foi informado mais cedo por policiais do BPVE, a assessoria da corporação nega que a via tenha sido fechada. Ninguém foi preso ou detido".

Nenhum comentário:

Postar um comentário