quarta-feira, 21 de maio de 2014

O CORONEL BM SÉRGIO SIMÕES PODERÁ SER JULGADO POR ABUSO DE AUTORIDADE



O Órgão Especial do Tribunal de Justiça, composto por 25 Desembargadores, julgará no dia 26 de maio se abre processo por abuso de autoridade contra o Comandante-Geral do Corpo de Bombeiros, Coronel Sérgio Simões, e contra o Diretor da Penitenciária Bangu 1, Rogério Blanc.
A queixa-crime contra eles é movida por cinco bombeiros-militares que foram presos acusados de participar do movimento grevista em fevereiro de 2012.
Os bombeiros alegam que receberam o mesmo tratamento dispensado aos bandidos mais perigosos do Brasil, ficando trancados ilegalmente em Bangu 1, apesar de serem acusados apenas de participar de uma greve onde não houve nenhum ato de violência. Todos os militares já foram anistiados e não respondem a nenhum processo.
Na mesma ocasião também foi trancafiado em Bangu 1 o Coronel Paulo Ricardo Paúl, ex-corregedor da PM, que fez as denúncias de superfaturamento nos contratos de aluguel das viaturas e que levaram o Ministério Público a pedir a perda do cargo do Secretário Beltrame.
A legislação militar prevê que bombeiros da ativa acusados de crimes militares sejam presos em quartéis, o que teria sido desprezado pelo comando da corporação a fim de que a prisão dos grevistas em Bangu 1 servisse como exemplo. O advogado Carlos Azeredo, que defende os bombeiros, disse que além da queixa-crime também ajuizou ações de indenização para os militares".

Nenhum comentário:

Postar um comentário