IMPRENSA "INFLUENCIOU" NA IMPLANTAÇÃO DE UPP


O governo Cabral-Pezão sempre informou através do seu secretário de segurança pública, o delegado de Polícia Federal Beltrame, que a definição das comunidades carentes onde eram implantadas as Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) obedecia a rigorosos critérios técnicos.
A mentira tem perna curta, ensina o ditado popular.
Hoje, surpreendido, li na coluna da jornalista Berenice Seara que a imprensa teve papel decisivo na no adiamento da implantação da UPP do Borel, como consta na autobiografia do secretário Beltrame.
Sou forçado a concordar com a conclusão da jornalista:
"Ora, ora, quem diria! O estratégico calendário das UPPs também foi ... improvisado!"

Comentários

Postagens mais visitadas