GOVERNO DILMA: O BOLSA FAMÍLIA E O EMBATE MARINHA X MINISTÉRIO DA SAÚDE



A crise no governo Dilma Rousseff segue se agravando.
A contínua diminuição das intenções de votos na presidente Dilma é a consequência da sucessão de escândalos e do fracasso na gestão da economia.
O povo perdeu a confiança no governo.
A realidade está vencendo a propaganda governamental.
Acuado o governo federal, vendo os votos sumirem, reage aumentando o valor do Bolsa Família.
Salvo melhor juízo, esse reajuste em momento de queda nas pesquisas, guarda relação com o fato de que os milhões de beneficiários pelo programa cada mês compram menos, em face do aumento dos preços, situação que poderia transformá-los em críticos do programa e com reflexos nas urnas eleitorais.
As eleições estão chegando e o governo Dilma parece nocauteado pela inflação e pelos escândalos.
A Marinha do Brasil acaba de contestar o Ministério da Saúde, colocando mais pressão na crise.
"O GLOBO 
Marinha contesta Saúde e diz que foi procurada pelo Labogen
Ministério tinha atribuído a militares escolha de laboratório de doleiro 
VINICIUS SASSINE E FRANCISCO LEALI 
Publicado: 1/05/14 - 8h00 Atualizado: 1/05/14 - 8h22
BRASÍLIA - O Ministério da Saúde rejeitou em 2011, primeiro ano da gestão de Alexandre Padilha, uma parceria entre o Laboratório Farmacêutico da Marinha (LFM) e um laboratório privado para produzir o cloridrato de sildenafila, usado no tratamento de hipertensão pulmonar. Em 2013, no entanto, o mesmo ministério, também sob o comando de Padilha, aprovou a parceria para o mesmo medicamento, mas desta vez com outro laboratório privado: o Labogen S/A Química Fina e Biotecnologia, usado pelo doleiro Alberto Youssef para lavar dinheiro, como mostram as investigações da Polícia Federal.
A informação sobre o processo de 2011 foi repassada ao GLOBO pela Marinha, que, pela primeira vez, posicionou-se publicamente para contestar o Ministério da Saúde (Fonte)". 

Comentários

Postagens mais visitadas