quarta-feira, 28 de maio de 2014

ELEIÇÕES, UM AMBIENTE MUTÁVEL E A ADEQUAÇÃO DO PLANEJAMENTO



Eu tenho escrito que nós, Bombeiros Militares, não somos mais amadores no que diz respeito à realização de mobilizações e à vida política. Nós aprendemos muito nos últimos anos, temos ainda muito o que aprender, mas pelo menos estamos mais precavidos para não trilharmos caminhos tortuosos.
Dias atrás postei um artigo sobre liderança, sobre tipos de líder, pois considero muito importante nós termos a capacidade de identificarmos o tipo de liderança daqueles que pretendemos que sejam nossos representantes.
Hoje trago algumas reflexões sobre planejamento estratégico para que cada Bombeiro Militar possa tirar suas próprias conclusões sobre aspectos relevantes do tema.
Penso que o principal parâmetro seja aprender que as eleições são um ambiente mutável, onde oportunidades antes inexistentes, portanto impossíveis de serem avaliadas, surgem repentinamente, o que exige que cada Bombeiro tenha a capacidade de reconhecer a oportunidade e entender que o planejamento inicial precisa ser alterado diante da novidade, isso para que não se perca uma oportunidade.
Boa leitura.
"O paradoxo do planejamento em ambientes mutáveis.
> Os resultados do projeto não são previsíveis.
> No planejamento tradicional, o desvio do planejado é considerado como falha.
> Num ambiente mutável, o desvio nos guia para a solução correta.
> Nesse ambiente imprevisível as pessoas precisam colaborar para tratar essas incertezas.
> A ação da gerência passa a priorizar a obtenção de soluções criativas em vez de ditar as regras para a realização do trabalho.
> Num ambiente previsível, não há incentivo ao aprendizado e sim, à disciplina.
> Primeiro se planeja e depois, se segue o riscado.
> Num ambiente imprevisível é previsto que os planos mudem de acordo com o andamento do desenvolvimento.
> A gerência precisa promover encontros frequentes entre todos os interessados para garantir que o desenvolvimento do projeto está no caminho certo.
> A gerência precisa providenciar a remoção de obstáculos ao desenvolvimento".
Fonte: (Link).

Nenhum comentário:

Postar um comentário