sexta-feira, 25 de abril de 2014

NITERÓI: A VIOLÊNCIA, OS BOATOS E A IRRESPONSABILIDADE DA IMPRENSA

(Fonte: O Dia)

A população de Niterói está acuada pela violência que cresceu no município após a implantação das UPPs no município do Rio de Janeiro e a migração dos criminosos. 
Ontem, Niterói viveu um "toque de recolher" com a chegada da noite, um completo absurdo no país da Copa e das Olimpíadas.
O editorial do jornal O Dia é oportuno, pois lembra o perigo dos boatos que se espalham rapidamente entre a população, construindo uma sensação de insegurança generalizada.
O editorialista escreve que a "mentirada" é usada para enfraquecer as UPPs, citando um exemplo do uso dos boatos com conotação política.
Ele não deixa de ter razão em alguns pontos, mas não podemos fugir de duas verdades:
A violência é real, isso não pode ser mascarado.
Além disso, a "mentirada" pode também gerar outros efeitos, como transmitir uma "pacificação" que nunca existiu, mas que boa parte da imprensa apoiou no curso da implantação das UPPs, omitindo os erros do projeto por meses e meses.
A "mentirada" de parte da imprensa nesse caso foi favorável ao governo Cabral-Pezão e foi contra o povo que chegou a acreditar que as UPPs seriam uma solução, quando na verdade se constituíram em problema para vários bairros e municípios, como Niterói, que receberam os criminosos que não foram presos por erro da secretaria de segurança.
O povo foi enganado por parte da imprensa e, infelizmente, para atender interesses políticos e comerciais, salvo melhor juízo.
É bom a imprensa lembrar dessa verdade, antes de espalhar "boatos" ou "mentiradas".


Nenhum comentário:

Postar um comentário