quarta-feira, 2 de abril de 2014

CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA VAI INVESTIGAR MINISTROS DO SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA


O Brasil está se transformando no país das denúncias e das investigações.
Alguns consideram que isso é um avanço, sustentando essa posição com a alegação de que antes os fatos ilícitos aconteciam e não eram denunciados, eram abafados, pois não existia a liberdade para denunciar
Isso pode ser verdade, entretanto, não podemos desprezar a alternativa de que os fatos ilícitos estejam ocorrendo em número maior, pois não existe um dia no qual não surja uma denúncia envolvendo integrantes dos poderes executivo, legislativo ou judiciário.
Seja qual for a verdade, o importante é que o resultado das denúncias seja amplamente divulgado, tendo em vista que a população tem o direito de saber se as denúncias que são noticiadas pela imprensa são ou não verdadeiras.
A investigação começa na denúncia, mas precisa terminar no resultado.
Transparência, o Brasil precisa de transparência, pois só assim poderemos sonhar com um páis onde surjam menos denúncias, mas em razão da ocorrência de menos ilícitos no poder público.
"O GLOBO
CNJ vai investigar denúncia de que ministros do STJ levaram suas mulheres em viagens de trabalho
Tribunal teria arcado com parte dos gastos de viagem em primeira classe para países da Europa e da Ásia
Publicado: 2/04/14 - 18h14 Atualizado: 2/04/14 - 19h34
BRASÍLIA – O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) vai investigar denúncias de que mulheres de ministros do Superior Tribunal de Justiça (STJ) acompanharam seus maridos em viagens ao exterior em primeira classe, com o tribunal arcando as diárias. O corregedor nacional de Justiça interino, Gilberto Martins, determinou a abertura de um processo investigativo nesta quarta-feira. A corregedoria já identificou viagens para a Europa, Japão e outros países da Ásia (Leiam mais)". 

Nenhum comentário:

Postar um comentário