UPPs: "QUEM MATOU (SOLDADO PM) WAGNER, NÃO FOI NENHUM BANDIDO, FOI O ESTADO"



Em artigo anterior publicamos uma frase proferida pela avó de um Policial Militar assassinado em uma UPP: "Pegam nossos garotos e jogam aos lobos (Link)".
A frase foi proferida durante o sepultamento do PM, ontem, forma proferidas outras frases de dignas de reflexões sofram ditas no sepultamento do Sd PM Wagner.
A noiva do Policial Militar disse:
"Que experiência ele tinha? Nenhuma. Quem matou Wagner não foi nenhum bandido, foi o Estado” 
A irmã disse: "“eram quatro policiais dentro de um contêiner, com um único fuzil antigo (Fonte)”. 
A família do Policial Militar sabe as condições de trabalho de ele enfrenta, pois é com ela que ele abafa as suas preocupações.
A avó do Soldado PM Rodrigo, a irmã e a noiva do Soldado PM Wagner, ambos assassinados em serviço em UPPs, ao exteriorizarem as suas dores, acabaram se transformando na voz de todos os familiares dos Policiais Militares que trabalham em UPPs arriscando a própria vida em defesa da população.
A morte de 10 (dez) Policiais Militares em UPPs não só revela o fracasso completo do projeto, mas serve para aterrorizar os familiares dos que estão sobrevivendo a essa verdadeira loucura estatal.
Será que termos que vivenciar novos enterros de Policiais Militares para que alguém tome uma providência efetiva para que o projeto das UPPs seja todo revisto?
Eu apoio a inserção do policiamento ostensivo nas comunidades carentes, mas não com a morte de 10 (dez) Policiais Militares, isso é uma tragédia.
Foto: secretário de segurança Beltrame participando de um baile de debutantes em uma comunidade "pacificada".

Comentários