segunda-feira, 31 de março de 2014

INTERVENÇÃO MILITAR NA MARÉ E TUDO "NORMAL" NAS UPPs


 
Enquanto o Complexo da Maré é ocupado e preparado para ficar sob intervenção militar, isso através do comando das Forças Armadas com relação as ações de segurança pública, naquela parte do território fluminense, a vida segue nas Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs).
Policiais Militares são feridos.
Policiais Militares são presos.
É  a "pacificação" do governador Sérgio Cabral.
"JORNAL O DIA
1) "31/03/2014 07:51:09
PMs da UPP do Jacarezinho são baleados em confronto no Alemão
Base da UPP da Rua Canitá teria sido intensamente atacada
Marcello Victor
Rio - Em mais uma ocorrência no Complexo do Alemão, dois soldados da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) do Jacarezinho foram baleados em confronto com bandidos, na Favela Nova Brasília, Zona Norte do Rio, no fim da noite deste domingo. Eles estavam no primeiro dia de plantão de reforço no policiamento nas comunidades da região. Eles foram resgatados por outras equipes. A base da UPP na Rua Canitá teria sido intensamente atacada à tiros. O Comando de Polícia Pacificadora (CPP) ainda não se manifestou sobre o caso (Leia mais)".
2)"31/03/2014 12:32:35 - Atualizada às 31/03/2014 17:47:44
Polícia Federal prende PMs da UPP da Rocinha e mulher do traficante Nem
Militares são acusados repassar aos traficantes da comunidade informações sobre investigações e futuras operações
Rio - A Polícia Federal prendeu, na manhã desta segunda-feira, cinco policiais militares da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da Rocinha, na Zona Sul. Eles são acusados de repassar aos traficantes da comunidade informações sobre investigações e futuras operações. Os PMs responderão por tráfico de drogas e associação para o tráfico. Eles estariam envolvidos com o traficante Antônio Francisco Bonfim Lopes, o Nem, que cumpre pena num presídio federal fora do Rio (Leia mais)".                         

Nenhum comentário:

Postar um comentário