CRISE NA SAÚDE: RIO GASTOU MENOS COM SAÚDE NO BRASIL



A população do Rio de Janeiro padece com a precariedade dos serviços de saúde pública.
A constatação desse fato é muito fácil de ser feita, basta se dirigir a um hospital público para constatar o sofrimento das pessoas que buscam o atendimento médico.
Dinheiro não falta para que o atendimento seja o adequado, mas falta a boa gestão, uma característica do governo estadual e do município do Rio de Janeiro.
A penúria da população precisa gerar um aprendizado e esse deve produzir um voto consciente nas eleições de outubro, caso contrário, a continuidade da má gestão resultará na manutenção do caos atual na saúde pública.
"JORNAL O DIA
14/03/2014 00:15:04
Rio gastou menos com saúde no país
Mas estado diz que investiu mais do que manda a Constituição
HILKA TELLES
Rio - Pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) feita com 25 estados e o Distrito Federal revelou que o Rio de Janeiro foi o que menos investiu na área de Saúde em 2013: apenas 7,2% do orçamento anual (R$ 5,251 bilhões). Já o gasto per capita mostrado na pesquisa leva o Rio para a 17ª colocação no ranking: foram usados R$ 320,79 por morador — o estado tem 16 milhões de habitantes (Link)".