segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

ROCINHA: "AMARELINHOS" DE CABRAL TENTAM ATRAPALHAR PROTESTO DE MORADORES



No sábado moradores da Rocinha que são contra a construção do teleférico na comunidade e que desejam que sejam priorizadas as obras de saneamento básico com o dinheiro, realizaram um protesto nesse sentido, sendo que um grupo que apoia o governo Sérgio Cabral tentou atrapalhar o protesto.
Os simpatizantes do governo são conhecidos na comunidade como os "amarelinhos" em face de usarem sempre uma camisa dessa cor.
O protesto é muito pertinente, pois a instalação do teleférico é uma imposição do governo e não uma opção da comunidade.
Não custa lembrar que moradores do Complexo do Alemão sinalizaram no sentido de processar o governo em razão da instalação do teleférico naquela comunidade (Leiam).
O exercício da democracia pressupõe, entre outros fatores, a convivência de ideias contrárias, mas nesse caso específico erra o governo ao não promover uma pesquisa junto aos moradores da Rocinha para estabelecer as prioridades da comunidade.
Isso feito, dificilmente o saneamento básico não estará na frente do teleférico.
"JORNAL DO BRASIL
23/02 às 16h34 - Atualizada em 23/02 às 16h53
Grupo exaltando governo tenta frustrar manifestação de moradores da Rocinha
Um grupo uniformizado fazendo exaltações à atuação do governo do Estado do Rio de Janeiro tentou interromper um protesto de moradores da comunidade da Rocinha, Zona Sul da cidade, na tarde deste sábado (22/2). Os moradores pediam a priorização dos investimentos do PAC
Vestidos de amarelo, o grupo a favor do governo, já conhecido pela comunidade como "amarelinhos", chegou pouco depois da hora marcada para o protesto. Usando carros de som, megafones e panfletos coloridos com agradecimentos aos governantes, eles alegaram que os investimentos do PAC deveriam sim ser feitos no teleférico, ainda que não negassem a importância do saneamento para a comunidade.
Segundo os organizadores da manifestação da Rocinha, que contou com os movimentos locais Rocinha sem Fronteiras, SOS Rocinha, Salvemos São Conrado e a Associação de Moradores do Laboriaux e Vila Cruzada, o teleférico não é prioridade e não responde às necessidades dos moradores, já que não será acessível para cadeirantes e não permitirá o transporte de mercadorias, materiais de construção, ou lixo. Além disso, estima-se que a sua construção acarretará na remoção de cerca de 4 mil famílias (Leiam mais)".

Nenhum comentário:

Postar um comentário