sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014

RIO: VIOLÊNCIA POR TODO LADO. POPULAÇÃO EM PÂNICO



A violência se espalhou por todo estado do Rio de Janeiro.
Execuções à luz do dia na Baixada Fluminense e tiroteios na Zona Sul.
Não existe no Rio de Janeiro um município, um bairro, uma rua, onde o cidadão fluminense possa se sentir seguro.
O medo passou a ser nosso companheiro quando andamos pelas ruas, quando trafegamos com os nossos veículos e quando somos usuários dos transportes públicos.
Medo, medo e medo.
O responsável por todo esse caos é o governador Sérgio Cabral (PMDB) que insiste em manter na secretaria de segurança, isso por mais de 7 anos, um profissional que só tocou um projeto: as UPPs.
Um projeto da PMERJ que teve seu nome alterado para virar um sucesso midiático e um reprodutor de votos nas urnas.
Em sete anos de gestão, isso é pouquíssimo, sem falar nas terríveis contra-indicações do projeto das UPPs, dentre elas a transferência de traficantes das comunidades para outros bairros e outros municípios.
A teimosia do governador em manter ou a impossibilidade de exonerar o secretário está custando muito caro ao povo fluminense e, certamente, custará muito caro ao PMDB nas eleições de outubro desse ano.
"O GLOBO 
Perseguição termina em tiroteio no Jardim Botânico 
Confusão ocorreu na Rua Maria Angélica, próximo à pizzaria Braz 
6 de fevereiro de 2014 
RIO - Uma perseguição pelas ruas do Jardim Botânico terminou em tiroteio na Rua Maria Angélica, no bairro da Zona Sul. Por volta das 22h, um carro modelo Tucson preto entrou pela contramão e foi alcançado por policiais militares. A troca de tiros ocorreu em frente à pizzaria Braz, onde frequentadores que estavam na calçada se assustaram com a movimentação. Segundo os clientes, houve pelo menos cinco tiros. Dois homens foram presos, e outros quatro fugiram pelas ruas do bairro. Policiais militares do 23º BPM (Leblon) fizeram buscas na região para tentar capturar os criminosos (Leia mais).

Nenhum comentário:

Postar um comentário