POLICIAIS MILITARES VIRAM "ROBOCOP" PARA ATUAR EM PROTESTOS



Os equipamentos de proteção individual (EPI) são indispensáveis para o desempenho seguro das missões dos Bombeiros e dos Policiais, aliás, para o desempenho de qualquer atividade que signifique risco.
No Rio de Janeiro, tanto os Bombeiros, quanto os Policiais, reclamam rotineiramente da ausência desses equipamentos ou da ineficiência deles (fora da validade, por exemplo). Portanto, a notícia é bem-vinda.
No curso dos protestos inúmeros Policiais Militares acabaram feridos por pedradas e por pauladas, principalmente, problema que seria minimizado com o uso adequado dos EPIs.
A título de informação, esclareço que a Guarda Municipal do Rio de Janeiro dispõe de um grupamento treinado para o controle de distúrbios que emprega EPIs semelhantes, mas esse grupo não foi usado nem na defesa do patrimônio municipal, como constatamos nas imagens produzidas nos protestos. 
A prevenção e a repressão ficaram por conta da Polícia Militar, assim como, o desgaste que isso produziu junto à população.
Só nos resta esperar que os EPIs existam em número suficientes, não queremos meia dúzia de "Robocops", enquanto a maioria da tropa continua sendo vitimizada por paus e pedras.
"O GLOBO
Policiais militares viram ‘robocops’ para conter violência em protestos
Agentes vão usar capacetes e coletes mais resistentes, além de máscaras antigás, em tumultos
Vera Araújo.
RIO — Se alguém se deparar com um “Robocop” por aí nos próximos dias, não se trata de um folião fantasiado para o carnaval, mas de um policial do Batalhão de Policiamento em Grandes Eventos (BPGE). A parafernália que PMs vão usar para se proteger em manifestações pesa dez quilos. O Equipamento de Proteção Individual (EPI) foi comprado para a Copa do Mundo, mas já está pronto para ser usado em protestos em que houver violência, como a praticada por black blocs. Os policiais terão um capacete que resiste à penetração de objetos pontiagudos, um colete que protege as costas, o tórax e os ombros, além de caneleiras que envolvem ainda os joelhos e os pés. Tudo feito de um material plástico super-resistente, mas não à prova de balas (Leia mais)". 

Comentários

Postagens mais visitadas