quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

ABBR LUTA SOZINHA PARA REABILITAR PESSOAS



A matéria que transcrevo a seguir contém uma denúncia:
Por que a ABBR não tem certificado de instituição filantrópica, enquanto hospitais possuem?
A ABBR, como os hospitais citados na reportagem, é uma instituição privada e luta com dificuldades pelo fato de não ter isenção de impostos.
É hora de ajudar a ABBR.
"JORNAL DO BRASIL
País 
19/02 às 20h03 - Atualizada hoje às 00h31 
Sem incentivos, ABBR luta sozinha para reabilitar pessoas 
Sírio Libanês e Albert Einstein, hospitais dos políticos e empresários, têm isenção de impostos 
A Associação Brasileira Beneficente de Reabilitação (ABBR) atende mais de mil pacientes por dia e já reabilitou 400 mil pessoas, entre paraplégicos e tetraplégicos, a grande maioria das camadas mais pobres da população. Também trava batalhas com os custos de sua atividade. Sempre fez um trabalho beneficente, mas como não conta com isenções fiscais e tributárias, ainda lida com dívidas e parcelamentos. Outras instituições, no entanto, como o Hospital Sírio Libanês (HSL) e o Hospital Israelita Albert Einstein, têm ganhos altos, são financiados pelas colônias sírio-libanesa e judaica, respectivamente, e também usufruem de isenção de impostos, por possuírem certificados de instituições filantrópicas, em troca de uma suposta parcela de atendimento pelo SUS. 
“Quando se fala na ABBR, poucas pessoas sabem que ela é uma instituição privada, mantida através de recursos próprios e das doações da sociedade civil e de parcerias com órgãos governamentais", informa a associação. Ela é mantida com a arrecadação de receitas de três fontes: prestação de serviços ao SUS, convênios privados e atendimentos a serviços particulares; Doações de contribuintes, a maioria pessoas físicas; e receitas eventuais, que não são permanentes, de convênios com órgãos governamentais (Leiam mais).

Nenhum comentário:

Postar um comentário