segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

POLÍTICA NO RIO: PT ABANDONA SÉRGIO CABRAL (PMDB)



A impopularidade crescente do governador Sérgio Cabral (PMDB) tem provocado mudanças no cenário político do Rio de Janeiro, um efeito que tende a crescer. 
A rejeição popular transformou o nome Sérgio Cabral em algo para se descolar em termos políticos, pois a tendência é que tire votos. Basta ver a intenção de votos que o candidato do governo alcança nas pesquisas de intenção de votos, as quais tem apresentado o deputado federal Garotinho (PR) como líder. 
Como o próprio senador petista Lindbergh declarou na entrevista: partido queria deixar o governo Cabral há muito tempo e agora se sente “livre.
Cabral anunciou que deixa o governo antes do Carnaval, algo para se comemorar, inclusive no próprio Carnaval.
A saída de Cabral é o primeiro movimento para o fim de um grupo político que tem governado o Rio de Janeiro e que tantos males tem provocado à sofrida população.
Como ensina o dito popular: "já vai tarde!"
O GLOBO: 
PT do Rio decide se antecipar e já entrega cargos hoje 
Lindbergh diz que partido queria deixar o governo Cabral há muito tempo e agora se sente “livre” 
MAIÁ MENEZES 
27/01/14 - 8h00 
RIO — O PT vai se antecipar ao governador do Rio, Sérgio Cabral, e entregará hoje mesmo os cargos que mantém no governo estadual. Na madrugada de sábado, como antecipou o site do GLOBO, Cabral enviara ao presidente regional do PT, Washington Quaquá, um e-mail comunicando sobre a exoneração dos petistas, que seria feita na próxima sexta-feira. Hoje, Quaquá toma café da manhã com o governador, no Palácio (Leia mais) .

Nenhum comentário:

Postar um comentário