sábado, 4 de janeiro de 2014

O PREFEITO EDUARDO PAES E O SEU TURISMO PARA MASOQUISTAS


O prefeito Eduardo Paes parece estar na contramão do movimento  para a transformação do Rio de Janeiro em uma cidade que seja, realmente, um polo turístico internacional, rivalizando com os maiores do mundo.
Todos sabemos que o potencial do Rio é muito maior do que a cidade consegue atrair anualmente de turistas nacionais e internacionais.
A cidade poderia estar gerando um número maior de empregos no setor turístico, assim como, gerando mais receita para os cofres públicos.
Apesar dessa realidade, Paes transformou o Rio em uma "cidade em obras" onde quase nada funciona.
O que os turistas estão enfrentando para visitar o Cristo Redentor é um verdadeiro calvário e sob um calor que gera uma sensação térmica de cerca de 50 graus. Ontem, turistas ficaram presos no bondinho que conduz os visitantes até o Cristo.
Além disso, ontem, bueiros explodiram na Tijuca e um nova onda de assaltos assustou os frequentadores.
A violência, a desorganização urbana e a falta de estrutura em pontos turísticos está transformando o Rio na cidade que oferece turismo para masoquistas.
O slogan poderia ser:
"Quer sofrer, venha passear no Rio".

Nenhum comentário:

Postar um comentário