domingo, 15 de dezembro de 2013

O PAÍS DO FUTURO ESTÁ SE TRANSFORMANDO NO PAÍS SEM FUTURO



A Revista Época publica reportagem sobre educação na edição dessa semana. O título é apropriado: "A conta no fracasso da educação". Os dados são assustadores e exibem as causas do Brasil estar avançando a passos largos para ser o país dos analfabetos funcionais, pessoas que até conseguem ler, mas que não conseguem interpretar a leitura.
A matéria exibe números da média nacional do quinto ano e do nono ano.
- Quinto ano:
Matemática = 32,40
Português = 36,21
Ambos = 23,34
- Nono ano:
Matemática = 11,74
Português = 22,16
Ambos = 7,86
Sem educação de boa qualidade, a população fica intelectualmente limitada, inclusive com  sérias dificuldades para interpretar os fatos e votar tendo consciência da realidade brasileira.
O brasileiro sem acesso à educação vira um meio cidadão, incapaz de exercer a sua cidadania plenamente e caba não fazendo valer seus direitos constitucionais. Por exemplo, não consegue entender que o Estado deve promover a educação e impulsionar a geração de empregos, isso para que todos possam gerar renda para si e para o sustento de suas famílias através do trabalho. Não entende que o Estado não deve ficar distribuindo esmolas em forma de benefícios, isso não contribui para a formação da cidadania e acaba se transformando em uma forma de negociar votos, o que mata a democracia.
A educação de má qualidade virou um problema gigante para os futuros governantes, os péssimos resultados são fruto de um processo que começa na forma como são tratados os profissionais da educação no Brasil. A mudança deve começar pela valorização e qualificação desses profissionais idealistas, cidadãos que tentam mudar o país através da educação, enfrentando todas as dificuldades. São os formadores da cidadania e são os construtores do futuro.
Todos e todas nós devemos ombrear coim os profissionais da educação para salvar o país.
O país do futuro está se transformando no país sem futuro. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário