domingo, 15 de dezembro de 2013

A PACIFICAÇÃO NÃO SE CONSOLIDA



O denominado processo de pacificação não consegue se consolidar no Rio de Janeiro. A violência continua inclusive nas comunidades carentes ocupadas pelas Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs). Apesar do grande número de Policiais Militares nas UPPs, o efetivo se aproxima de 10.000 PMs, a insegurança continua fazendo parte da vida dos moradores. 
Inclusive, foram nas comunidades com UPPs que morreram mais PMs em serviço. 
Ontem um novo tiroteio. Um suspeito foi ferido e moradores ficaram assustados na comunidade do Fallet-Fogueteiro, ocupada por uma UPP. O policiamento foi reforçado na comunidade com PMs que foram remanejados de outras UPPs, conforme o noticiado no O Globo online. 
A pacificação não se consolida apesar de 10.000 PMs estarem sendo empregados apenas com esse objetivo. 
Lembro que um Batalhão de Polícia Militar possui cerca de 500 PMs prontos para o serviço no seu efetivo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário