Paes e o desgaste.

Prefeito admite cansaço gerado pelos conflitos com os professores, mas aposta que a situação mudará nos próximos meses.

Eduardo Paes admite o desgaste gerado pelos conflitos com os professores, mas aposta que a situação mudará nos próximos meses. Em conversas com assessores, tem dito que a categoria vai reconhecer os ganhos que, segundo ele, serão proporcionados pelo Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração aprovado nesta terça-feira. 
Apesar dos protestos, Paes avalia que agiu corretamente ao insistir na votação do plano em regime de urgência. Isto, para mostrar a força do governo e a convicção nos benefícios da proposta. “Era preciso virar a página”, diz um assessor.

Apoio infantil

Professores da rede estadual reunidos diante da Assembleia Legislativa deram um jeito, nesta terça, de arrumar mais adeptos para sua greve. Colocaram adesivos contra Paes e Sérgio Cabral em crianças que chegavam para participar de uma visita ao prédio.

PT pega carona

Os conflitos com os professores reforçaram os argumentos de petistas que querem o rompimento também com Eduardo Paes. Para o deputado Robson Leite, não faz sentido sair do governo Cabral e continuar na prefeitura.
Fonte: O Dia





Esses são os defensores dos professores, rumo ao Tribunal de Justiça para pedir a anulação da Plenária de ontem.

Comentários