Há um ano consumidor denunciou risco de rompimento de adutora da Cedae



O rompimento da adutora da Cedae em Campo Grande - que aconteceu nesta terça-feira (30), deixando uma criança morta e cerca de 15 pessoas feridas -  já vinha sendo previsto desde 2010, quando o consumidor Wagner Castilho, morador da Estrada do Mendanha, onde ocorreu o acidente, alertou a empresa de que a água fornecida continha ferrugem e indícios de que poderia haver problemas com a tubulação. O morador postou no site Reclame Aqui, especializado em reclamações de consumidores, um alerta para a possibilidade de rompimento da tubulação com consequências trágicas para a população da área. 
“Peço, gentilmente, para que a Cedae do Rio de Janeiro, na pessoa do presidente Wagner Victer, tome as devidas providências para que sejam trocadas as tubulações de ferro que apresentem este problema de oxidação aqui em Campo Grande, altura da Estrada do Mendanha 4501. As antigas tubulações deverão ser trocadas por outras novas que resistam a corrosão. As tubulações que existem aqui na região devem ter quase um século de uso e podem se romper a qualquer momento inundando residências, matando pessoas,destruindo veículos e fazendo com que milhares de moradores fiquem sem água. Os moradores que forem atingidos por esta futura inundação poderão entrar com processos para ressarcimento moral e material”, previu ele em carta postada no dia 25 de maio de 2012.
Fonte: JB
Então essa foi mais uma tragédia anunciada!?!?!?!? Lamentável!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Comentários