Deu a louca no comandante: Anistia geral para má conduta de policiais militares


Reprodução da capa do Extra
Reprodução da capa do Extra


Vou lhes contar o que está por trás dessa decisão inusitada do coronel Erir Ribeiro. O comandante da PM sabe que seria exonerado, provavelmente na próxima semana. Beltrame já tinha decidido sua saída, mas estava aguardando o fim da Jornada Mundial da Juventude e a definição do seu substituto. Diante disso, o coronel Erir deu uma rasteira em Beltrame para deixar o comando bem com a corporação, embora seja demagogia, porque sabe que isso será revogado.

A anistia que inclui os abusos e a violência praticados nas manifestações só vai acirrar ainda mais os ânimos e gerar mais revolta da população. Com isso vai sair deixando Beltrame mal.

Mas o mais impressionante é a primeira opção de Beltrame para comandar a PM. Eu caí para trás quando soube de fonte segura. O preferido de Beltrame é o coronel Robson Rodrigues, que comandou as UPPs, e pasmem, foi punido pelo comando da PM porque fazia parte do Batalhão da LIESA, como são chamados os policiais que prestam serviço à contravenção.

Resumindo: Beltrame quer colocar no comando da PM um coronel que presta serviços à contravenção. É o fim da picada, mas não sei se vai convencer Cabral, que já anda em polvorosa com os protestos nas ruas, e sabe, que isso vai pegar muito mal. 
Fonte: Blog do Garotinho