MAIS DESPERDÍCIO DE DINHEIRO PÚBLICO

Polícia Militar gasta em aluguel metade do valor 


de um QG novo

O prédio que foi alugado pela Polícia Militar, em São Cristóvão
O prédio que foi alugado pela Polícia Militar, em São Cristóvão Foto: Marcelo Theobald / Agência O Globo

A Polícia Militar do Rio vai desembolsar por mês, a partir do próximo dia 1º, R$ 765 mil mensais pelo aluguel num imóvel em São Cristóvão, Zona Norte do Rio. O custo é 431% maior do que os R$ 144 mil que valem a locação do edifício, de oito mil metros quadrados, considerando o valor de R$ 18 por metro quadrado no bairro, de acordo com o Índice Fipe/ZAP. Segundo um oficial da PM que vistoriava ontem as obras do prédio da Rua Co
ronel Cabrita, no local funcionará o Quartel-General (QG) provisório da PM, já que o atual será implodido. A polícia, no entanto, não se pronunciou sobre o assunto.
Para o diretor do Conselho Regional de Corretores de Imóveis (Creci-RJ), Laudimiro Cavalcanti, o preço que a polícia pagará está muito acima do valor de mercado. Segundo Cavalcanti, o máximo que vale o metro quadrado na região é R$ 60, o que daria um aluguel de R$ 480 mil mensais.
Prédio modernizado
— É um aluguel muito caro, levando em consideração o ponto e o imóvel. Está acima do valor, ainda mais por não ser primeira locação, e isso faz muita diferença — explica, sobre o fato de o prédio, que está em obras, passar por um processo de modernização de uma estrutura antiga que já existia no terreno, chamado “retrofit”.
O contrato de locação com a Construtora Internacional LTDA foi assinado no último dia 10 e tem duração de 60 meses, com início no dia 1º de agosto. O valor do negócio é de quase R$ 46 milhões, pouco menos da metade do que será gasto para erguer um novo quartel-general — R$ 100 milhões.
De acordo com um dos sócios da construtora, Dilton Ferreira Leão, as obras no edifício que está sendo alugado pela PM serão concluídas em cerca de 30 dias. Leão não soube informar quando a polícia irá para o local.
O edifício passa por obras de modernização
O edifício passa por obras de modernização Foto: Marcelo Theobald / Agência O Globo
Registrado
Um resumo do contrato foi publicado entre a PM e a construtora no boletim da corporação do último dia 2.
Novo endereço
O novo QG da Polícia Militar ficará onde hoje funciona o Batalhão de Choque, na Rua Salvador de Sá, no Estácio.
Negócio cancelado
A atual sede da PM seria comprada pela Petrobras por R$ 336 milhões, mas a companhia desistiu do negócio.
Implosão
A implosão do atual QG foi marcada, inicialmente, para 16 de abril de 2013, mas acabou adiada. A última data anunciada pela corporação foi o dia 11 de agosto deste ano. A PM não confirma se a data foi mantida.
Mudanças
No início deste ano, a PM havia dito que ficaria, provisoriamente, no Edifício Pedro Ernesto, da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), também em São Cristóvão, mas desistiu do local.



Leia mais: http://extra.globo.com/casos-de-policia/policia-militar-gasta-em-aluguel-metade-do-valor-de-um-qg-novo-8938331.html#ixzz2YH8RBG32

Comentários

  1. AVISO AOS BOMBEIROS!!
    ANO QUE VEM É ANO DE LUTA!!
    ANO QUE VEM É ANO DE FAZERMOS DO PRÉ-CANDIDATO ANTHONY GAROTINHO NOSSO GOVERNADOR...
    para retirarmos essa máfia Cabral-Pezão e priorizarmos quem sempre esteve conosco!!

    Acompanhem www.blogdogarotinho.com.br

    JUNTOS SOMOS FORTES!!!

    ResponderExcluir
  2. Esperamos que não seja somente mais um governador.população carioca,está cansada de sofrer e se enganada,pois entra político e sai político e o salário mínimo é uma vergonha internacional.

    ResponderExcluir
  3. Somos Bombeiros Militares,se continuarmos a errar,vide anos anteriores,é melhor desistirmos,pois parem de pensar em si,deixem os Egos e interesses pessoais de lado,ambos os lados.

    ResponderExcluir

Postar um comentário