GOVERNADOR! REINTEGRE OS BOMBEIROS EXCLUÍDOS!



Acho que não é nenhuma novidade para nossos eleitores que sou bombeiro. Sou também muito próximo dos heróis bombeiros que foram excluídos durante nossas manifestações em busca de melhorias salariais e condições de trabalho.

 Sou e continuarei sendo um Vereador do Rio de Janeiro, e dedicarei meus próximos 3 anos e 4 meses de vida para defender nosso povo, o trabalhador e combater a corrupção.

Contudo, esse compromisso com o povo carioca não diminui e muito menos interfere na minha obrigação com os bombeiros e meus irmãos excluídos.

 Faço essa introdução para não assustar nossos eleitores que podem ter se chocado com a minha imagem à frente do Palácio Guanabara, sede do governo estadual.

 Dois dias atrás, o governador surpreendeu o mundo com declarações no mínimo curiosas. Declarou que foi contaminado com a humildade do Papa Francisco, que não é um ditador e que está aberto ao diálogo.

 Por mais que eu não acredite nisso. Existe aí uma ótima oportunidade política de conquistar o retorno para a corporação dos bombeiros excluídos. E como sou político, mais por força do cargo que ocupo do que por uma opção pessoal, estou aproveitando essa oportunidade e reivindicando a inclusão da questão dos bombeiros nesse pacote de bondade do governador.

 Ontem compareci ao Palácio Guanabara para ter uma audiência com o Governador. Não fui recebido pelo mesmo e sim por seus assessores. Expus detalhadamente o que aconteceu com os bombeiros, qual a solução mais adequada e, principalmente, como seria bom para a imagem do Governador reintegrar os bombeiros excluídos.

 Ainda aproveitei a visita para protocolar um ofício solicitando formalmente uma audiência com o governador para reivindicar a reintegração dos bombeiros excluídos.

 Estou trazendo a público essas informações exatamente para evitar os boatos, que tanto confundem a cabeça dos nossos eleitores. Críticas, dúvidas e sugestões podem e devem ser direcionadas para o gabinete. Estamos aqui prontos para tirar qualquer dúvida e receber suas sugestões.

 Hoje voltarei a procurar o Governador e que Deusnos ajude.
 
OFÍCIO PROTOCOLADO NO PALÁCIO GUANABARA