Andrade: 'O povão está fora da festa no Maraca'




Rio - Andrade conhece o Maracanã como poucos, foram 256 jogos só pelo Flamengo no principal palco do futebol brasileiro. Mas o reencontro com o reformado estádio, na última fria e chuvosa quarta-feira, mexeu com ele. Para o bem e para o mal. Mesmo impressionado com a beleza do que se convencionou chamar de “arena”, o ex-jogador não escondeu certo desapontamento com o que vivenciou em sua primeira visita ao local desde o fechamento para a reforma visando a Copa do Mundo de 2014.

Tanto que nem se animou a ir ao clássico deste domingo, entre Flamengo e Botafogo. Um dos principais motivos é o valor dos ingressos. “Seria hipocrisia eu dizer que não posso pagar R$ 100 pela arquibancada, mas é uma questão de princípios. Só venho ao Maracanã se for convidado. O torcedor não merece um bilhete tão caro”, disse.

Nostálgico, Andrade admitiu sentir falta do antigo Maracanã: “Ficou um estádio de primeiro mundo, bonito e moderno. Mas hoje é só mais um, igual a muitos que existem por aí. O Maracanã perdeu o glamour, o charme. Não terá mais a geral e as figuras folclóricas que faziam parte do setor”, lamenta.

A elitização do Maracanã, agora privatizado, incomoda Andrade, que desfilou seu talento no ex-Maior do Mundo vestindo a camisa não só do Rubro-Negro, mas a do Vasco. “O povão, que é quem realmente adora futebol, não terá mais chance de torcer perto de seus ídolos, está barrado da festa. Até para os jogadores deve ser ruim atuar diante de um público mais frio”, avalia o ex-jogador, que, de casa, pela televisão, irá torcer para o Flamengo hoje à noite.

Fonte: O Dia

MAIS UM CASO NÍTIDO DE DESCASO E FALTA DE RESPEITO COM O POVO DA NOSSA CIDADE!!!