Tá nas redes: ativista deixa movimento afirmando que está sofrendo ameaças

Pedro Casarin liderava acampamento nas proximidades da casa de Sérgio Cabral





O porta-voz do movimento Ocupe Delfim Moreira, Pedro Casarin, que está desde a noite de sexta-feira acampado no Leblon, nas proximidades da casa do governador Sérgio Cabral, informou nesta segunda-feira, através de um relato em sua página no Facebook, que está se afastando do movimento após ter recebido supostas ameaças. 

>> Protesto na casa de Cabral reúne quatro mil em ato pacífico

"Acho que a atitude mais sensata a fazer no momento é me afastar um pouco, dar um tempo", escreveu Casarin.

De acordo com o ativista, um homem o abordou afirmando que ele deveria tomar muito cuidado, porque poderia perder a vida. Em seguida, dois outros homens teriam tirado fotos dele, mesmo sem qualquer identificação de imprensa. Ainda de acordo com Casarin, mais tarde sua mãe - que também participava do protesto - também foi abordada  por outro homem alertando-a sobre cuidados que seu filho teria que ter a partir daquele momento, porque estava se expondo muito e corria sérios riscos.


"Apesar de tudo, foi muito importante o que fizemos. Gostaria de agradecer a todos que aderiram e fizeram parte do movimento, principalmente aos que ficaram conosco lá, esse tempo todo! Quando tive a idéia de criar o Ocupe Delfim Moreira, de uma forma muito espontânea e passional, não imaginava que fosse tomar uma proporção tão grande e foi ótimo isso. Mas infelizmente ou felizmente, as coisas nem sempre saem como planejado", finalizou Casarin, em seu texto no Facebook

Fonte: JB

Mais uma manobra sórdida encomendada certamente por alguém que não está gostando nada de todo este maravilhoso e democrático movimento essencialmente popular. Na verdade, trata-se de uma luta do bem contra o mal, do povo contra a corrupção, que tem importunado, em muito, a grande parte dos poderosos do nosso país. 
O povo ao lado da justiça usa nesta luta sua mais poderosa arma : a união. Em contrapartida, os representantes do mau ao perceberem que estão perdendo já muitas batalhas, não estão hesitando em colocar seus planos covardes e maquiavélicos em ação.
Que Deus abençoe ao cidadão de bem, que tem lutado ilibadamente em prol da justiça.

Comentários